Voltar ao Início

Resultados de Busca em Day: fevereiro 21, 2022

Atendimento a pessoas com transtornos mentais por álcool e drogas aumenta 12%

O atendimento a pessoas com transtornos mentais por uso de álcool e drogas aumentou 12,4% no SUS de 2020 para 2021, informou o Ministério da Saúde neste domingo (20). A data marca o Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo. Segundo a pasta, em 2021, foram feitos 400,3 mil atendimentos de pessoas com o problema; em 2020, haviam sido 356 mil registros.Os casos por uso do álcool foram os mais comuns – responsáveis por 159,6 mil atendimentos em 2021, quase 40% do total.Em seguida vieram os problemas causados por uso de cocaína (31,9 mil casos, cerca de 8% do total) e fumo (18,8 mil casos, menos de 5%).Os opioides (como heroína, morfina, codeína e metadona), canabinoides, sedativos e hipnóticos, alucinógenos, solventes voláteis e estimulantes (incluindo a cafeína) também entraram no levantamento, mas tiveram menores quantidades de registros. O uso de múltiplas drogas e de outras substâncias psicoativas não listadas individualmente somaram 151,3 mil atendimentos. Diminuição da procuraSegundo o Departamento de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do Ministério da Saúde, o número de atendimentos menor em 2020 pode estar relacionado à diminuição da procura pelos serviços de saúde em geral, por causa da pandemia da Covid-19, mas que mesmo assim a situação é preocupante.“É importante lembrar que esses números não são suficientes para retratar o problema da dependência química no país, tendo em vista que estamos falando especificamente da quantidade de atendimentos e não do total de pessoas dependentes”, explicou o coordenador-geral do departamento, Rafael Bernardon.

Saiba mais »

Paulo de Paula bate recorde sul-americano e conquista vaga no Mundial

Na Bolívia ou na Espanha, nomes do Oeste Paulista marcaram presença em competições internacionais do atletismo neste final de semana. Destaque especial para o maratonista olímpico Paulo Roberto de Paula, cujo feito envolve recorde e conquista de vaga no Mundial. E, ainda, teve pódio de velocista da região no Sul-Americano Indoor.Começando pelo feito de Paulo, ele encarou a Maratona de Sevilha e terminou os 42km com o tempo de 2h09min50s. Assim, alcançou sua melhor marca pessoal e o recorde sul-americano da categoria entre 40 e 44 anos. A marca garante uma vaga no Mundial de Eugene, em Oregon (EUA), em julho.Natural de Pacaembu e criado em Irapuru, Paulo tem 42 anos e é o atleta mais velho entre a elite atual de maratonistas mundiais, como destacou a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). São três Olimpíadas no currículo. Na última delas, em Tóquio, foi o único dos três brasileiros a completar. O atleta da Nova Alta Paulista mora em Portugal e treina ao lado do irmão, o ex-atleta Luís Fernando. Em 2020, a Maratona de Sevilha também virou palco da conquista para os Jogos de Tóquio. Na oportunidade, o tempo registrado apontou 2h10min08s.

Saiba mais »
pt_BRPortuguese