Voltar ao Início

Resultados de Busca em Day: fevereiro 23, 2022

Corte de 25% do IPI pode gerar perda de R$ 10,6 bi para estados e municípios

O corte de 25% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), anunciado na terça-feira pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, pode gerar uma perda anual de arrecadação a estados e municípios superior a R$ 10 bilhões. Os cálculos são da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), entidade que reúne os fiscais de tributos estaduais. Isso ocorre porque parte do valor arrecadado com IPI é dividida com governadores e prefeitos via fundos de participação. Em 2021, a União arrecadou R$ 71,3 bilhões com esse imposto sobre a indústria. Desse total, R$ 42,8 bilhões foram direcionados aos cofres dos governos locais, segundo a Febrafite.Um corte de 25% nesse montante ocasionaria, de acordo com as estimativas dos auditores, uma perda de R$ 6,1 bilhões aos estados e R$ 4,5 bilhões aos municípios, com base nos dados do ano passado.“Não é saudável para as finanças estaduais”, diz André Horta, diretor-institucional do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados (Comsefaz).“Em 2021, tivemos um equilíbrio maior nas contas por conta da inflação, que inflou a arrecadação, e devido ao congelamento de salário dos servidores. Agora, voltamos à realidade”, complementou o diretor.

Saiba mais »

Anvisa aprova segundo autoteste para Covid no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta quarta-feira (23), o segundo autoteste para Covid-19 no Brasil. O teste é o “Autoteste COVID Ag Detect”, da empresa Eco Diagnostica Ltda, e será fabricado em solo brasileiro. Segundo a Anvisa, o produto foi desenvolvido para coleta de amostra por swab nasal (cotonete no nariz), de forma não profunda, e que fornece o resultado após 15 minutos.O primeiro registro de autoteste havia sido aprovado pela agência há uma semana. Segundo o órgão, a avaliação do segundo pedido de registro levou 22 dias. O que é o autoteste?O autoteste é parecido com os testes rápidos, de farmácias, mas pode ser feito pela própria pessoa que tem os sintomas, em casa. O kit vem com um dispositivo de teste, tampão de extração, filtro e o swab – uma espécie de cotonete usado para a coleta nasal, a mais comum. Assim como os testes de antígeno, o autoteste detecta o antígeno viral, uma estrutura do vírus que faz com que o corpo produza uma resposta imunológica contra ele – os anticorpos. Se o teste dá positivo, significa que a pessoa está infectada no momento do teste – e pode infectar outras. Segundo a própria Anvisa , é indicado utilizar o autoteste “entre o 1º e o 7º dia do início de sintomas como febre, tosse, dor de garganta, coriza (popularmente conhecida como nariz escorrendo), dores de cabeça e no corpo”.“Caso você não tenha sintomas, mas tiver tido contato com alguém que testou positivo, aguarde cinco antes de usar o autoteste. O autoteste não define um diagnóstico, o qual deve ser realizado por um profissional de saúde. Seu caráter é orientativo, ou seja, não se trata de um atestado médico”, informou a Anvisa.

Saiba mais »
pt_BRPortuguese