Voltar ao Início

Você está em:

Afastamento de trabalhadores por causa da dengue atrasa a entrega de mercadorias

A dengue já mandou para casa 20% dos funcionários de uma indústria de aço e plástico, em Betim
Amanda Omura

Amanda Omura

O Brasil ultrapassou a marca de 1,3 milhão de casos de dengue. O número de trabalhadores afastados por causa da doença já afeta a entrega de mercadorias.

Em uma indústria de vidros em Goiânia, máquinas já ficaram temporariamente paradas por causa do afastamento de funcionários com dengue.
“A produção diminui, porque eu não tenho mão de obra pra substituir. Vem prejudicando nosso cliente final receber as mercadorias em tempo hábil”, diz Liliane de Melo, técnica de segurança do trabalho.

A dengue já mandou para casa 20% dos funcionários de uma indústria de aço e plástico, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Com tantas baixas na equipe, a fábrica está passando sufoco para cumprir os prazos com os clientes e fornecedores. Carretas estão sendo carregadas com atraso de dois dias e muitas vão para longe. O destino de uma delas é o Paraguai.

“Além da gente ter que sobrecarregar os funcionários que estão aqui por questão de hora extra, nós tivemos que fazer um remanejamento de setores, treinamento, então você acaba tendo perda de tempo e uma perda monetária também”, relata Rodrigo Andrade, gestor de expansão da empresa.

A empresa reforçou a prevenção. “O que a gente fez? Reuniu as pessoas e foi atrás dos focos”, destaca Marusa Rodrigues, técnica de segurança do trabalho.

Um estudo da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) mediu o prejuízo desses afastamentos pra economia do país. O cálculo usa dados do Ministério da Saúde que estima em mais de quatro milhões os casos de dengue, zica e chikungunya neste ano.

Segundo a FIEMG, 60% dos possíveis infectados correspondem à população economicamente ativa.

O levantamento somou as perdas para o Produto Interno Bruto (PIB), o conjunto de todos os bens e serviços produzidos pelo país num determinado período, aos custos dos tratamentos. O impacto total passa de R$ 20 bilhões.

"A atividade industrial hoje ela é especializada. Cada pessoa faz uma etapa, então um funcionário de determinada área não necessariamente ele sabe fazer o trabalho de outra área. Então esse é um drama que a gente vem sentindo, várias indústrias reportando", relata Flávio Roscoe, presidente da FIEMG.

Posts Relacionados

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Programa é voltado para alunos de 14 a 24 anos, regularmente matriculados no ensino médio da rede pública

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Maringá (PR), São José do Rio Preto (SP) e Campinas (SP) são as únicas a ter ao menos 99% da população com acesso à água

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Em todo o estado foram 20.547 registros oficiais da doença em SP no ano passado

pt_BRPortuguese