Voltar ao Início

Você está em:

Alesp aprova aumento nos salários dos deputados estaduais para R$ 34,7 mil

O aumento foi aprovado por 49 votos favoráveis e apenas 10 contrários na última sessão do ano, antes do recesso
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou na última quarta-feira (21) o aumento escalonado de salários dos deputados estaduais paulistas dos atuais R$ 25 mil para R$ 34 mil até 2025.

O aumento significa um reajuste salarial de 37,3% em três anos. O último aumento aprovado na Casa vigorava desde 2016. No período, a inflação oficial do país foi de 43,2% até novembro de 2022, segundo o IBGE.

De acordo com o texto do projeto, o reajuste começará a entrar em vigor em 1º de janeiro de 2023 e terá um segundo reajuste em 1º de abril do mesmo ano, conforme abaixo.

Reajuste de salários dos deputados estaduais de SP por ano
1º de janeiro de 2023 – de R$ 25.322,25 para R$ 29.469,99 (16 % de aumento);
1º de abril de 2023 – de R$ 29.469,99 para R$ 31.238,19 (6% de aumento);
1º de fevereiro de 2024 - de R$ 31.238,19 para R$ 33.006,39 (5,6% de aumento);
1º de fevereiro de 2025 – de R$ 33.006,39 para R$ 34.774,64 (5,3% de aumento).

O aumento foi aprovado por 49 votos favoráveis e apenas 10 contrários na última sessão do ano, antes do recesso parlamentar que durará até fevereiro.

Para entrar em vigor em 1º de janeiro, a proposta precisa ser sancionada pelo governador do estado até 31 de dezembro deste ano.

Os novos valores, segundo a Alesp, seguem os reajustes aplicados aos deputados federais, que também aprovaram aumento salarial para os parlamentares, ministros e presidente da República no último dia 20 de dezembro.

Reajuste de 50% para o governador de SP
Em 29 de novembro, a Alesp já tinha aprovado um reajuste de 50% nos salários do próximo governador de São Paulo, do vice dele e dos secretários de governo, a partir de 2023.

Pelo projeto que ainda não foi sancionado pelo Palácio dos Bandeirantes, o futuro governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) terá o salário mensal reajustado de R$ 23 mil para R$ 34,5 mil a partir também de 1º de janeiro.

Já o salário do vice, Felício Ramuth (PSD), passará de R$ 21.896,27 para R$ 32.844,41, e o dos secretários estaduais, de R$ 20.743,72 para R$ 31.115,58

Posts Relacionados

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Governo quer influenciar posição da bancada religiosa no Congresso e apelar para governadores sobre risco de crises

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

A expectativa é que nessa linha de crédito as taxas de juros sejam a metade do que o Pronampe cobra

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

Orlando Silva tenta colocar projeto na pauta da Câmara, mas diz que tema polêmico e lobby das "big techs" atrapalham

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

pt_BRPortuguese