Voltar ao Início

Você está em:

Americanos sobreviveram a ataques em massa

O ataque nesta semana em Nashville colocou o pequeno grupo de pessoas nos EUA que foram vítimas de vários episódios de violência
Amanda Omura

Amanda Omura

Shaundelle Brooks diz que se preocupa com ataques em massa com armas de fogo toda vez que deixa seu filho Aldane na escola.

Faz apenas cinco anos que ela perdeu seu filho mais velho, Akilah DaSilva, de 23 anos, em um ataque em um restaurante em Nashville.

Nesta semana, um atirador abriu fogo contra os alunos em uma escola cristã particular na cidade e seu filho Aldane foi obrigado a ficar confinado em sua escola secundária nos arredores.
"Meu coração disparou", disse Brooks à emissora americana CNN. "Aqui estamos nós de novo, outro ataque em massa."

Brooks e sua família fazem parte de um pequeno grupo de pessoas nos Estados Unidos que foram vítimas de vários ataques com arma de fogo.

Não há dados sobre quantas pessoas assim existem. Mas, embora os ataques em massa representem uma parcela extremamente pequena do total de incidentes de violência armada nos EUA, seu impacto é profundo.

Para aqueles que testemunharam mais de um caso de violência armada na vida, existe um risco ainda maior de problemas graves de saúde mental, como depressão e transtorno de estresse pós-traumático, explica Robin Gurwitch, psicóloga do Centro Médico da Universidade de Duke.
"Quanto mais exposição temos a eventos traumáticos, mais eles se acumulam", diz.

Em um dia de neve de novembro em Michigan, a estudante do Ensino Médio Emma Riddle teve que correr para salvar sua própria vida depois que um atirador abriu fogo contra seus colegas de classe.

Ela se lembra particularmente de seus pés gelados, pois usava tênis Vans velhos que vestira às pressas naquela manhã.

Durante meses após o ataque de 2021, no qual quatro estudantes morreram, Riddle usou tênis esportivos todos os dias, disse ela, para o caso de ser surpreendida com outra situação semelhante.

Posts Relacionados

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Corte de Apelações rejeitou pedido de advogados do ex-presidente de que ele gozava de proteção legal porque era presidente à época

El Salvador se consolida como regime de partido único

El Salvador se consolida como regime de partido único

Apesar da alta popularidade, presidente concentra poderes e anuncia a pulverização da oposição, com controle de 58 das 60 cadeiras

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

Mark Zuckerberg pediu desculpas a familiares de crianças e adolescentes afetadas por conteúdos de exploração sexual infantil

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores pressionam governo para recuperar danos causados pela inflação e a guerra, além de políticas prejudiciais ao setor

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Ato foi convocado pela maior central sindical do país e tem adesão de funcionários de bancos, comércio, setor bancário e caminhoneiros

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Única desafiante ao ex-presidente na disputa republicana, ex-embaixadora da ONU passa a criticá-lo, para tentar reduzir a vantagem dele

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Nesta semana, Paquistão disse que bombardeou base de grupo separatista em território iraniano, um dia após dizer ter sido atacado Irã

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Aliança militar do Ocidente convoca 90 mil soldados de países membros e da Suécia para primeiro exercício militar de 2024

pt_BRPortuguese