Voltar ao Início

Você está em:

Após atrair banhistas, ‘Buraco Azul’ é interditado por conter vestígios de explosivos

Pedreira desativada virou ponto turístico, mas local não é seguro. O local será interditado pela Autarquia Municipal de Meio Ambiente
Amanda Omura

Amanda Omura

A Autarquia Municipal de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte (Amaju) vai interditar, a partir deste sábado (18), o "Buraco Azul", local que atraiu nas últimas semanas banhistas para lazer. Conforme especialistas que visitaram o local, a cor da água é originada por componentes químicos presentes em explosivos para explorar rochas de uma mineradora desativada. O órgão encaminhou o ofício para o responsável pelo local.

O lugar ganhou destaque por ter suas águas claras em tons verde e azul, que remetem ao "Buraco Azul" em Cruz, cidade no Litoral-Oeste do Ceará, e outras paisagens naturais com águas cristalinas. O local tem paredões de até 30 metros e a profundidade das águas variam entre oito a dez metros.

O órgão solicitou, por meio do ofício, que seja realizado o cercamento e fechamento da área com portão com fechadura ou cadeado, de modo para evitar que a população viole a propriedade privada; que seja realizada a instalação de placas de entrada proibida e risco de acidente no local, alertando que a área não é adequada para recreação e lazer, e que seja providenciado órgãos de segurança pública para ordenamento do local.

Produto químico em dinamites
De acordo com especialistas que estiveram no "Buraco Azul", após a realização de testes com a água, descobriram que os tons azulados e verdes se devem pela utilização de componentes químicos para explorar as rochas. Essas substâncias são prejudiciais à saúde.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito de Juazeiro do Norte (Demutran), Ednaldo Moura, o local já está isolado para evitar que mais pessoas frequentem o lugar. O diretor do Demutran reforça que a água é tóxica e altamente perigosa para a saúde.

"O lugar está com acesso proibido e isolado. As autoridades já descobriram que essa água é inapropriada para o banho e a água é tóxica. Altamente perigosa. A água foi contaminada por produtos químicos que provocaram as explosões. A Autarquia de Trânsito trabalha junto com a Secretaria da Segurança de Juazeiro do Norte e com a Polícia Militar. Reforço que esse é um espaço particular".

O tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Noberto dos Santos, afirma que o dono da pedreira desativada precisa se identificar e como a gestão municipal reforçar que a área é imprópria para o lazer.

Posts Relacionados

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Programa é voltado para alunos de 14 a 24 anos, regularmente matriculados no ensino médio da rede pública

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Maringá (PR), São José do Rio Preto (SP) e Campinas (SP) são as únicas a ter ao menos 99% da população com acesso à água

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Em todo o estado foram 20.547 registros oficiais da doença em SP no ano passado

pt_BRPortuguese