Voltar ao Início

Você está em:

Bebida alcoólica é a real vilã da dieta nas festas de fim de ano e não a comida

Além de calórico, o álcool não tem nutrientes. Duas caipirinhas têm quase o mesmo teor calórico de um prato completo com sobremesa
Amanda Omura

Amanda Omura

Os pratos das ceias de Natal e de Ano Novo levam, com frequência, a fama de vilões da dieta. O que os especialistas explicam é que, na verdade, o grande culpado, geralmente, não é a comida, mas o álcool.

Há quem intercale o peru, o salpicão, o arroz e o pudim com as bebidas alcoólicas. E é neste ponto que a ceia de fim de ano fica excessivamente calórica. Por exemplo: um prato com todos esses itens tem quase a mesma quantidade de calorias do que duas caipirinhas.

Antes de comparar comida com bebida, é preciso lembrar que o álcool tem um ponto de partida negativo: é uma fonte de caloria vazia. Ou seja, não tem nenhum nutriente ou benefício para o corpo, diferentemente dos alimentos.

Além disso, o álcool é uma substância tóxica e não existe dose segura para o consumo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Se pensarmos em calorias, a bebida alcóolica é a verdadeira vilã. Isso porque ela pode ter mais calorias que o alimento, sem entregar nenhum nutriente. E, como é líquida, as pessoas acabam consumindo em um volume maior." — Marina Nogueira, nutricionista e influenciadora sobre nutrição.

Só algumas tacinhas…
O álcool, de forma isolada, tem 7 calorias por grama. Isso é mais do que as calorias encontradas nos carboidratos e proteínas dos alimentos, que têm 4 calorias por grama. E chega perto da gordura, que tem 9 calorias por grama.

No entanto, a substância não é consumida pura, pois está presente em bebidas, que, no conjunto, são mais calóricas.

Dependendo da quantidade que se bebe, o ganho calórico ao beber pode superar o que se ganha ao comer. E, ainda que a quantidade seja moderada, a bebida faz subir a ingestão calórica sem o ganho de nenhum nutriente, mas causando outros prejuízos.

Em um prato típico com 100 gramas de peru, salpicão, arroz e uma porção de 100 gramas de pudim como sobremesa, a refeição vai ter cerca de 600 calorias. Ao consumir apenas duas caipirinhas, a pessoa estará ingerindo cerca de 500 calorias.

"As bebidas alcoólicas podem ser mais calóricas do que certos alimentos, especialmente se forem consumidas em grandes quantidades. O álcool em si contém calorias, e esse valor sobe muito quando incluído nas bebidas, especiamente as açucaradas ou misturadas com outros ingredientes também com alto teor calórico." — Marcella Garcez, médica nutróloga e diretora na Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

E, antes de escolher na tabela a bebida menos calórica, vale a dica da nutricionista Marina Nogueira: a menos calórica é aquela que você toma menos.

Por exemplo, o espumante tem menos caloria que todas as outras bebidas, mas quantas taças de espumante você é capaz de tomar? Se a resposta for muitas, é melhor escolher outra bebida.

O álcool inibe a queima de gordura
O álcool ingerido é metabolizado no fígado.

Por ser uma substância tóxica para o corpo, o álcool tem prioridade na ação metabólica.

Assim, enquanto o fígado processa as bebidas ingeridas, ele inibe o metabolismo da gordura.

Posts Relacionados

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

A dermatite atópica também é conhecida como eczema atópico. De origem grega, o termo significa pele que ferve

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Vendidos em cápsulas ou como bebidas, os pré-treinos são turbinados com cafeína e vendidos sem prescrição médica

pt_BRPortuguese