Voltar ao Início

Você está em:

Biden diz que ameaça de invasão da Ucrânia é alta

Há informações sobre uma operação de 'bandeira falsa' —ou seja, a Rússia pode fingir que foi atacada para, então, agredir a Ucrânia
Amanda Omura

Amanda Omura

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que a ameaça de uma invasão da Ucrânia pela Rússia é muito alta, e que “há indicações de que eles (os russos) estão se preparando para ir para a Ucrânia”.
O americano afirmou ainda que não tem nenhuma conversa planejada com o presidente Vladimir Putin, da Rússia.

Segundo Biden, há informações sobre uma operação de “bandeira falsa” —ou seja, a Rússia pode fingir que foi atacada para, então, usar essa agressão fajuta como desculpa para, de fato, agredir a Ucrânia.

Países ocidentais já acusaram a Rússia de ter planos de incitar ou encenar um incidente nas áreas da Ucrânia controladas por rebeldes para justificar um ataque.

Momentos antes de Biden falar, um funcionário do Departamento de Estado dos EUA disse que os EUA receberam uma resposta da Rússia às propostas de segurança feitas pelo governo norte-americano, mas o presidente disse que ainda não havia lido o documento.

Discurso na ONU
Biden disse que uma solução diplomática continua sendo possível, e é por isso que ele pediu ao secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, para ir à Organização das Nações Unidas (ONU).

Versão da Rússia
A Rússia nega que tem planos para invadir o país vizinho, e nessa semana afirmou que está tirando parte dos soldados que estavam em regiões próximas da fronteira (os EUA estimam que havia cerca de 100 mil militares). O governo americano, no entanto, diz que os russos não só não tiraram soldados como aumentaram o contingente.

O governo russo disse que considerou positivo que Biden aposte no diálogo para resolver a crise: "É positivo que o presidente dos EUA tenha expressado seu desejo de manter negociações sérias", disse o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov.

Posts Relacionados

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Rússia e China vetam proposta dos EUA de cessar-fogo

Ao justificar seu voto, o embaixador da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, acusou os Estados Unidos de falsas promessas

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

Regime cubano tenta aplacar a ira da população

As manifestações populares foram contidas pela repressão policial, em sincronia com o bloqueio imediato do serviço de internet

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

O que esperar do triunfo eleitoral de Putin?

Presidente russo usará reeleição com supostos 87,2% dos votos como demonstração da unidade nacional para prolongar guerra

pt_BRPortuguese