Voltar ao Início

Você está em:

75% dos brasileiros acham que governo Bolsonaro tem responsabilidade na alta da inflação

O levantamento do Datafolha foi realizado na terça (22) e na quarta-feira (23) com 2.556 eleitores em 181 cidades de todo o país
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (28) pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta que, para 75% dos brasileiros, o governo do presidente Jair Bolsonaro tem responsabilidade na alta da inflação (um pouco de responsabilidade: 39%; e muita responsabilidade: 36%).

O levantamento do Datafolha foi realizado na terça (22) e na quarta-feira (23) com 2.556 eleitores em 181 cidades de todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

Veja os números da pesquisa:

Um pouco de responsabilidade: 39%
Muita responsabilidade: 36%
Nenhuma responsabilidade: 21%
Não sabe: 3%
A última pesquisa do tipo realizada pelo instituto aconteceu em setembro de 2021. Na época, 41% responderam que o governo tinha muita responsabilidade; 34% um pouco de responsabilidade; e 23% nenhuma responsabilidade. 2% não souberam responder.

Inflação 2022
Na semana passado, o Banco Central elevou de 4,7% para 7,1% a estimativa de inflação para este ano, calculada com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Com isso, o Banco Central admitiu que a meta de inflação deve ser superada pelo segundo ano seguido em 2022. A probabilidade de "estouro" da meta é de 88% a 97%, calculou o banco.

Definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação para este ano é de 3,5% e será considerada formalmente cumprida se oscilar entre 2% e 5%.

A previsão de estouro consta do relatório de inflação do primeiro trimestre deste ano, divulgado na quinta-feira (24), e considera a trajetória estimada pelo mercado financeiro para as taxas de juros e de câmbio neste ano e em 2023.

Situação econômica piorou
Uma pesquisa Datafolha divulgada no final do ano passado pelo jornal "Folha de S.Paulo" apontou que, para 69% dos brasileiros, a situação econômica do país piorou nos últimos meses. Já 11% disseram que melhorou, e 20% afirmaram que ficou como estava.
Segundo o jornal, a parcela de brasileiros que acha que a situação econômica piorou está próxima dos maiores patamares já registrados nas pesquisas em que esse questionamento foi feito.

Posts Relacionados

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Agência Estadual de Meio Ambiente deve comprovar se construção foi feita dentro do terreno privado

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Previsão é de que Bahia, Roraima e Amapá comecem a emitir nova carteira de identidade ainda em junho

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

O texto no Senado foi discutido numa audiência pública. Ainda está longe de ser analisado por comissões e pelo plenário

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano Nacional de Educação determina diretrizes, objetivos e estratégias para a política educacional a cada 10 anos

Enem 2024: inscrições começam nesta segunda; confira o cronograma completo

Enem 2024: inscrições começam nesta segunda; confira o cronograma completo

Todos os candidatos interessados em participar do Enem 2024 devem se inscrever. Provas serão aplicadas em 3 e 10 de novembro

DPVAT: quem tem que pagar e como vai funcionar a volta do seguro automotivo

DPVAT: quem tem que pagar e como vai funcionar a volta do seguro automotivo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou a lei que determina a volta da cobrança do seguro obrigatório de veículos terrestres, antes conhecido

Maioria dos hospitais privados de SP regista aumento de internações por dengue

Maioria dos hospitais privados de SP regista aumento de internações por dengue

A maioria dos hospitais particulares do estado de São Paulo registrou aumento de internações de pacientes por dengue e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) nos

Meningite: DF registra 107 casos e 14 mortes em um ano

Meningite: DF registra 107 casos e 14 mortes em um ano

Doença pode causar sequelas além de haver risco de morte. Principal estratégia para prevenir é imunização

pt_BRPortuguese