Voltar ao Início

Você está em:

Governo Lula lança ‘Brasil sem Fome’, para combater insegurança alimentar

Lançamento ocorre durante visita do presidente ao Piauí. Brasil havia sido do Mapa da Fome da ONU em 2014, mas voltou em 2022
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O governo federal lança nesta quinta-feira (31) o Brasil Sem Fome, programa para combater a insegurança alimentar e a pobreza extrema. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva embarca para o Piauí, pela manhã, para o evento de lançamento.

A medida vai reunir 80 ações e prevê a mobilização da União, estados e municípios. O governo pretende tirar o Brasil do Mapa da Fome até 2030 e reduzir a menos de 5% o percentual de domicílios em situação de insegurança alimentar grave.

O Brasil voltou ao Mapa da Fome em 2022, segundo a Organização das Nações Unidas. O país havia deixado a lista em 2014.

"A pobreza não é o problema de um presidente da República, é um problema do país inteiro. O sossego das pessoas, da classe média, da classe alta, depende do bem-estar, do bem viver, das pessoas mais pobres. Então, é com esse pensamento que nós vamos tirar de novo o Brasil do Mapa da Fome e reduzir a pobreza, principalmente a extrema pobreza", afirmou à TV Globo o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias.

O plano é dividido em três eixos:
acesso à renda, ao trabalho e à cidadania
promoção da alimentação adequada e saudável, da produção ao consumo
mobilização para o combate à fome

Como garantir a renda
Para garantir renda suficiente às famílias para a compra de alimentos, o governo federal estabelece como prioridades o novo Bolsa Família e a política de valorização do salário-mínimo.

Diz, também, que pretende intensificar as ações de busca ativa para incluir novas famílias no Cadastro Único.

Esse público, segundo o governo federal, vai passar por capacitação profissional para posterior inserção no mercado de trabalho.

Agricultura familiar e restaurantes populares
O governo quer incentivar a alimentação saudável, combater o desperdício de alimentos e fortalecer os programas da agricultura familiar.

Nas cidades, onde está a maior parte da população que passa fome, o governo federal diz que vai ampliar a disponibilidade de equipamentos públicos de segurança alimentar, como restaurantes populares, cozinhas e hortas comunitárias, e bancos de alimentos.

Posts Relacionados

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

A lei entrará em vigor no dia 11 de dezembro de 2024, ou 180 dias após a publicação oficial desta manhã

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Apenas no ano passado, 77.193 novas pessoas foram reconhecidas refugiadas pelo governo brasileiro

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senadores favoráveis argumentam que medida vai estabelecer regras para fiscalizar produto que é comercializado clandestinamente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Viagens interestaduais devem ser retomadas a partir do dia 13 de junho, de acordo com o governo do estado

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Agência Estadual de Meio Ambiente deve comprovar se construção foi feita dentro do terreno privado

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Previsão é de que Bahia, Roraima e Amapá comecem a emitir nova carteira de identidade ainda em junho

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

O texto no Senado foi discutido numa audiência pública. Ainda está longe de ser analisado por comissões e pelo plenário

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano Nacional de Educação determina diretrizes, objetivos e estratégias para a política educacional a cada 10 anos

pt_BRPortuguese