Voltar ao Início

Você está em:

Ministro Edson Fachin dá prazo para RJ instalar câmeras em fardas de PMs

No documento, o ministro também esclarecimentos sobre a investigação dos agentes dos órgãos de segurança pública
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, apresente, no prazo de dez dias corridos, a versão atualizada do Plano de Redução da Letalidade Policial. Ele determinou ainda que, no prazo máximo de 15 dias corridos, seja feita a instalação e o funcionamento de câmeras de áudio e vídeo em fardas e viaturas dos batalhões especiais das polícias do RJ.

No despacho assinado na terça-feira (6), Fachin determina também que o governo do estado e o Ministério Público do RJ prestem esclarecimento, no prazo de dez dias, sobre as medidas adotadas relativas à decisão liminar do STF, sobre:

restrição do uso de helicópteros em ações policiais
preservação dos locais de crime - evitando a remoção indevida de cadáveres
obrigatoriedade de perícia no local
cumprimento das diretrizes para a realização de operações em perímetros onde estejam localizados escolas, creches, hospitais ou postos de saúde
No documento, o ministro também esclarecimentos sobre a investigação dos agentes dos órgãos de segurança pública suspeitos da prática de infração penal pelo MP.

Pede ainda que esclarecimentos sobre a prioridade absoluta as investigações de incidentes que tenham como vítimas crianças ou adolescentes, além da verificação às diretrizes constitucionais para buscas domiciliares por parte das forças de segurança e a obrigatoriedade de ter uma ambulância presente nas operações policiais.
Segundo Fachin, "há uma demora excessiva e injustificável para a apresentação do Plano de Redução da Letalidade Policial". No despacho, ele diz que as sugestões apresentadas ao grupo de trabalho responsável pela elaboração do plano foram rejeitadas, mas que seriam, em seu entender, medidas necessárias para que a redução efetiva de mortes em ações policiais.

"Observei que o documento inicialmente apresentado pelo estado do Rio de Janeiro não continha os elementos indispensáveis para a sua apreciação, nos termos em que decidido pelo plenário do Supremo Tribunal Federal. Por essa razão, foi determinada a realização de audiência pública, assim como a readequação do documento apresentado pelo estado do Rio de Janeiro, a fim de adaptá-lo às propostas trazidas pela sociedade civil", disse Fachin no documento.

Posts Relacionados

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

Governo divulga regras da tarifa social de água e esgoto, que deve começar a valer em dezembro

A lei entrará em vigor no dia 11 de dezembro de 2024, ou 180 dias após a publicação oficial desta manhã

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Número de refugiados no Brasil aumenta 117% em 2023; venezuelanos e cubanos são maioria

Apenas no ano passado, 77.193 novas pessoas foram reconhecidas refugiadas pelo governo brasileiro

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senado deve votar regulamentação de cigarro eletrônico, apesar de Anvisa ter vetado

Senadores favoráveis argumentam que medida vai estabelecer regras para fiscalizar produto que é comercializado clandestinamente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Rodoviária de Porto Alegre reabre após ficar um mês fechada durante enchente

Viagens interestaduais devem ser retomadas a partir do dia 13 de junho, de acordo com o governo do estado

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Justiça proíbe derrubada de muro que dificulta acesso à praia no Pontal de Maracaípe

Agência Estadual de Meio Ambiente deve comprovar se construção foi feita dentro do terreno privado

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Nova carteira de identidade: três estados ainda não emitem documento

Previsão é de que Bahia, Roraima e Amapá comecem a emitir nova carteira de identidade ainda em junho

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

Litoral brasileiro: PEC das Praias pode ‘privatizar’ terrenos à beira-mar

O texto no Senado foi discutido numa audiência pública. Ainda está longe de ser analisado por comissões e pelo plenário

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano com metas da educação ‘caduca’ em julho; congresso deve prorrogar o atual

Plano Nacional de Educação determina diretrizes, objetivos e estratégias para a política educacional a cada 10 anos

pt_BRPortuguese