Voltar ao Início

Você está em:

CBF acusa auxiliar do Palmeiras de xenofobia e diz que vai ao STJD

A CBF respondeu às declarações de João Martins, auxiliar do Palmeiras, que no domingo declarou que "é ruim para o sistema" o Verdão ganhar o Brasileirão duas vezes seguida). Em nota, a entidade rebateu que a entrevista foi um "festival de grosserias" e uma tentativa xenofóbica de diminuir o Brasileirão no exterior. A CBF ainda afirma que vai ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para que ele revele o esquema. Também em nota, o Palmeiras rebateu a CBF e voltou a citar os lances em que considera ter sido prejudicado pela arbitragem. As declarações ocorreram logo depois do empate em 2 a 2 entre Athletico e Palmeiras, na Arena da Baixada. João, que substituiu o suspenso Abel Ferreira, estava muito irritado com a arbitragem do jogo. A começar pelo pênalti que Endrick sofreu, aos três minutos de jogo, em que o clube entende que Zé Ivaldo teria de ser expulso. O zagueiro do Furacão levou cartão amarelo no lance. Na opinião de Paulo Cesar de Oliveira, consultor de arbitragem da Globo, o atleta do Athletico. – Ainda bem que sou eu hoje aqui. Nós entendemos que o futebol brasileiro passa uma imagem de que é o mais competitivo do mundo porque ganham vários. Mas ganham vários porque, muitas vezes, não deixam os melhores ganhar. Foi mais uma vez o que se passou hoje. É ruim para o sistema o Palmeiras ganhar dois anos seguidos – disse João Martins. Para o auxiliar, o lance condicionou o restante do jogo. Ainda assim, o Palmeiras abriu 2 a 0, mas viu o destino do jogo mudar após pênalti de Garcia, que gerou o segundo cartão amarelo e a expulsão do lateral-direito alviverde. João Martins concordou com a marcação, mas também criticou a primeira advertência ao jogador, definida por ele como "inacreditável". Sua entrevista foi logo depois encerrada pelo diretor de futebol Anderson Barros. Auxiliar de Abel Ferreira falou após o empate com o Athletico que seria "ruim para o sistema" o Verdão ganhar o Campeonato
Amanda Omura

Amanda Omura

A CBF respondeu às declarações de João Martins, auxiliar do Palmeiras, que no domingo declarou que "é ruim para o sistema" o Verdão ganhar o Brasileirão duas vezes seguida).

Em nota, a entidade rebateu que a entrevista foi um "festival de grosserias" e uma tentativa xenofóbica de diminuir o Brasileirão no exterior. A CBF ainda afirma que vai ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para que ele revele o esquema.

Também em nota, o Palmeiras rebateu a CBF e voltou a citar os lances em que considera ter sido prejudicado pela arbitragem.

As declarações ocorreram logo depois do empate em 2 a 2 entre Athletico e Palmeiras, na Arena da Baixada. João, que substituiu o suspenso Abel Ferreira, estava muito irritado com a arbitragem do jogo.

A começar pelo pênalti que Endrick sofreu, aos três minutos de jogo, em que o clube entende que Zé Ivaldo teria de ser expulso. O zagueiro do Furacão levou cartão amarelo no lance. Na opinião de Paulo Cesar de Oliveira, consultor de arbitragem da Globo, o atleta do Athletico.
– Ainda bem que sou eu hoje aqui. Nós entendemos que o futebol brasileiro passa uma imagem de que é o mais competitivo do mundo porque ganham vários. Mas ganham vários porque, muitas vezes, não deixam os melhores ganhar. Foi mais uma vez o que se passou hoje. É ruim para o sistema o Palmeiras ganhar dois anos seguidos – disse João Martins.

Para o auxiliar, o lance condicionou o restante do jogo. Ainda assim, o Palmeiras abriu 2 a 0, mas viu o destino do jogo mudar após pênalti de Garcia, que gerou o segundo cartão amarelo e a expulsão do lateral-direito alviverde.

João Martins concordou com a marcação, mas também criticou a primeira advertência ao jogador, definida por ele como "inacreditável". Sua entrevista foi logo depois encerrada pelo diretor de futebol Anderson Barros.

– Deu amarelo ao Garcia por atrasar um lateral. Inacreditável. O Brasil é especialista em perder tempo. Por isso na Europa não se vê jogos do Brasil.

Posts Relacionados

Regulamento exige acordo do Corinthians com Mano antes de registro de novo treinador

Regulamento exige acordo do Corinthians com Mano antes de registro de novo treinador

Diretoria do Timão precisa "comprovar a quitação ou formalização do acordo de rescisão trabalhista" para poder registrar outro profissional

Diniz vê elenco inchado, e Fluminense terá saídas neste início de temporada

Diniz vê elenco inchado, e Fluminense terá saídas neste início de temporada

O atacante Yony González é outro que tem chances de deixar o clube e recebeu sondagens do mercado sul-americano

Fernando Diniz fala da saída da Seleção: “Queria que tivesse sido diferente”

Fernando Diniz fala da saída da Seleção: “Queria que tivesse sido diferente”

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, alegou ter um compromisso com Mário Bittencourt, presidente tricolor, de não prejudicar o Fluminense

Diretor do Atlético-MG Rodrigo Caetano negocia detalhes com a CBF

Diretor do Atlético-MG Rodrigo Caetano negocia detalhes com a CBF

Dorival Júnior, atual treinador da seleção brasileira, é velho conhecido de Rodrigo, já que trabalharam juntos em outras oportunidades

John Textor acrescenta novo capítulo às rusgas entre Botafogo e Palmeiras

John Textor acrescenta novo capítulo às rusgas entre Botafogo e Palmeiras

A confusão entre as equipes iniciou no dia 1º de novembro, dia da vitória palmeirense por 4 a 3 sobre o Glorioso no engenhão

Gabigol prevê final entre Flamengo e Fluminense no Carioca e faz aposta com Zico

Gabigol prevê final entre Flamengo e Fluminense no Carioca e faz aposta com Zico

Flamengo e Fluminense vêm decidindo o Estadual nos últimos quatro anos. Em 2020 e 2021, deu Rubro-Negro

Lei que visa impedir o doping acidental é avanço na educação sobre o assunto

Lei que visa impedir o doping acidental é avanço na educação sobre o assunto

Autor do Projeto de Lei sancionado, afirma que norma derruba tese para atletas que façam uso consciente de substâncias dopantes

Palmeiras arrecada R$ 13 milhões após primeiro ano de plataforma digital

Palmeiras arrecada R$ 13 milhões após primeiro ano de plataforma digital

Em celebração ao aniversário da Palmeiras Pay, clube divulgou premiação ao longo do ano que sorteará carro, moto e produtos oficiais

pt_BRPortuguese