Voltar ao Início

Você está em:

Com que frequência você deve trocar o lençol?

Pesquisa revelou que parte dos homens solteiros não lavam seus lençóis pelo menos uma vez a cada quatro meses
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Alguns podem pensar nisso como um assunto que não precisa ser discutido publicamente, mas ele afeta cada um de nós: com que frequência você deve trocar e lavar seus lençóis?

Uma pesquisa feita com 2.250 adultos do Reino Unido revelou que quase metade dos homens solteiros disseram que não lavam seus lençóis pelo menos uma vez a cada quatro meses. E 12% dos entrevistados admitiram que lavam quando se lembram, o que pode representar um período ainda maior sem higinenizá-los.

Por que precisamos trocar nossos lençóis?
Para ir direto ao ponto, Browning diz que devemos trocar nossos lençóis uma vez por semana ou a cada 15 dias, no máximo.

A higiene é um fator importante. E um dos motivos é o suor - especialmente em dias de forte calor.
"Isso ocorre porque o suor entra nos lençóis, fazendo com que eles não apenas cheirem mal, mas também fiquem bastante obstruídos", de acordo com Browning.

Ela diz que precisamos ter fluxo de ar para nos sentirmos frescos ao dormir —pois é quando conseguimos atingir o sono de melhor qualidade.

Mas não é apenas com o suor que precisamos nos preocupar. Nossas próprias células mortas da pele, das quais nos livramos durante o sono, também são uma preocupação.

Parece horrível? Fica pior. Esse acúmulo significa que pequenas criaturas conhecidas como ácaros podem se alimentar dessas células, causando desconforto e até erupções cutâneas.

A época do ano importa?
Um pouco.
"Podemos ser um pouco mais tolerantes nos meses de inverno", diz Browning, reforçando que a troca ao menos uma vez por semana "seria o ideal".
Se você estiver demorando mais do que duas semanas, "você está entrando em um território não tão bom".

Mesmo que a gente sue menos no inverno, você continua se livrando das células mortas da pele, diz ela.

Browning diz que o verão ainda traz os problemas respiratórios adicionais da rinite alérgica e do pólen.

"É muito importante lavar os lençóis regularmente porque senão você terá esses alérgenos na cama e causará esse congestionamento".

Um santuário
Browning diz que seu quarto deve ser um "santuário" para dormir e "um lugar maravilhoso e agradável onde nos sentimos felizes".

Posts Relacionados

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

A boa notícia é que a atividade física é a melhor garantia para a qualidade de vida de mulheres na meia-idade

Por que gritos e socos não conseguem aliviar a raiva

Por que gritos e socos não conseguem aliviar a raiva

Desabafar a raiva pode parecer uma boa ideia, mas não há a menor evidência científica para apoiar a teoria da catarse

Fogões a gás realmente são um perigo para a saúde?

Fogões a gás realmente são um perigo para a saúde?

Estudo recente mostra que, além de contribuir para o efeito estufa, o combustível fóssil traz sérios riscos para a saúde

A saúde do coração declina rapidamente depois da menopausa

A saúde do coração declina rapidamente depois da menopausa

A boa notícia é que a atividade física é a melhor garantia para a qualidade de vida de mulheres na meia-idade

A importância dos cuidadores para o sistema de saúde

A importância dos cuidadores para o sistema de saúde

Apesar de serem fontes de informação e apoio, com frequência eles não têm acesso a informações relevantes sobre o paciente

Ejacular com frequência ajuda a evitar câncer de próstata?

Ejacular com frequência ajuda a evitar câncer de próstata?

Não há uma conclusão definitiva — a relação entre a ejaculação e o câncer de próstata ainda não é totalmente compreendida

A importância do músculo sóleo, apelidado de ‘segundo coração’

A importância do músculo sóleo, apelidado de ‘segundo coração’

O sóleo também tem uma função bastante particular: auxilia o coração em seu trabalho de bombear o sangue pelo corpo

‘Burnon’ X burnout: quando o estresse constante com o trabalho leva à depressão

‘Burnon’ X burnout: quando o estresse constante com o trabalho leva à depressão

O estresse constante, sem pausas reais, pode adoecer as pessoas. Essa sobrecarga crônica é descrita como: burnon

pt_BRPortuguese