Voltar ao Início

Você está em:

Congresso cria sistema digital para pedidos de emendas de relator e promete ampliar transparência

Plataforma será usada por parlamentares, prefeitos e agentes públicos; hoje, pedidos são feitos em papel e escaneados
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Congresso Nacional passará a adotar um novo sistema eletrônico para registrar as solicitações de emendas de relator ao Orçamento Geral da União. Esses pedidos são feitos por deputados, senadores, prefeitos e agentes públicos e analisados pelo relator do Orçamento no Congresso.

O sistema foi apresentado nesta quinta-feira (10) pela Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados. A ideia, segundo os técnicos, é reduzir o consumo de papel e facilitar o processamento de dados das solicitações.
Atualmente, os ofícios para pedir a inclusão de algum gasto específico no Orçamento da União, via emenda de relator, são apresentados em papel e digitalizados.

De acordo com o Congresso, a mudança no sistema vai ampliar a transparência dessa modalidade de emenda, que ficou conhecida como "orçamento secreto" justamente pela falta de divulgação dos valores.

A mudança atende a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em dezembro, mandou o Congresso dar mais transparência a essas emendas. Desde então, o site do Congresso passou a divulgar arquivos em PDF com os papéis digitalizados – o que tornava os dados públicos, mas ainda dificultava tabelar e analisar os números.

Segundo o relator do Orçamento de 2022, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o novo sistema será aberto a todos os cidadãos. As regras e os mecanismos para esse acesso, no entanto, ainda estão sendo estudados.
“O público em geral terá acesso a todos os pedidos que estarão lá. É um sistema aberto, não é fechado. A informação vai estar acessível, assim como na Plataforma Brasil e outros sistemas operacionais do Executivo”, afirmou Leal.

Posts Relacionados

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Governo quer influenciar posição da bancada religiosa no Congresso e apelar para governadores sobre risco de crises

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

A expectativa é que nessa linha de crédito as taxas de juros sejam a metade do que o Pronampe cobra

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

Orlando Silva tenta colocar projeto na pauta da Câmara, mas diz que tema polêmico e lobby das "big techs" atrapalham

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

pt_BRPortuguese