Voltar ao Início

Você está em:

Conta de luz ficará sem taxa extra até o final do ano, para o alívio do bolso dos consumidores

A partir de sábado (16), passará a vigorar a bandeira sem custo adicional para o consumidor
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, afirmou nesta segunda-feira (11) que a expectativa é a bandeira tarifária — taxa extra aplicada às contas de luz — ficar na cor verde até o fim do ano, isto é, sem cobrança a mais para os consumidores.
O ONS é um órgão vinculado ao governo federal e controla a produção e a distribuição de energia. A definição sobre a aplicação da bandeira tarifária na conta de luz cabe à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A bandeira variava entre as cores verde, amarela e vermelha (patamares 1 e 2). No entanto, está em vigor desde setembro do ano passado a bandeira "escassez hídrica", a mais cara do sistema (acima da vermelha patamar 2).

Na semana passada, o governo anunciou a antecipação do fim da bandeira "escassez hídrica", que adicionou à conta de luz R$ 14,20 a mais para cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos.

A partir de sábado (16), passará a vigorar a bandeira tarifária na cor verde, isto é, sem custo adicional para o consumidor.

O sistema de bandeiras tarifárias funciona conforme o custo de produção de energia. Ou seja, quanto maior o custo de produção, maior a taxa extra aplicada na conta de luz.

Nível dos reservatórios
Segundo Ciocchi, os reservatórios das usinas hidrelétricas estão terminando o período chuvoso com níveis altos de armazenamento, por isso não será necessário acionar diversas usinas termelétricas, como aconteceu ano passado. As térmicas são mais caras e poluentes.

Segundo dados do ONS deste domingo (10), os reservatórios estão com os seguintes níveis de armazenamento:
Subsistema Sudeste/Centro-Oeste: 65,14%;
Subsistema Sul: 51,68%;
Subsistema Nordeste: 97,24%;

Subsistema Norte: 98,43%.
A capacidade geral de armazenamento dos reservatórios do sistema elétrico estava em 68,6% no fim de março, e a perspectiva é que termine novembro deste ano em 60,8% (20 pontos percentuais acima do verificado na crise de 2008 e 34,8 pontos percentuais acima do registrado no mês mesmo do ano passado, quando o país enfrentou a crise energética).
"Nós estamos com os reservatórios numa boa condição e nós só vamos ter o despacho térmico dentro da ordem de mérito, ou seja, só utilizando as térmicas inflexíveis [que, por contrato, precisam funcionar]. Nessa situação, a tendência, a expectativa de todo o setor elétrico é que a gente passe todo este ano com bandeira verde", afirmou Ciocchi.

Ele explicou que a previsão é que o setor use somente as termelétricas mais baratas ao longo do ano. E, ainda assim, num patamar inferior ao de 2021. A previsão é que a geração térmica fique em torno de 4 a 6 mil megawatts hora, contra até 20 mil MW alcançados em alguns meses do ano passado.

2023 'mais tranquilo'
Ele afirmou que, mantidas as perspectivas de armazenamento de água e considerando o incremento na geração e na transmissão de energia esperado para 2022 e 2023, o ano de 2023 tende ser ainda melhor para o setor elétrico.

Posts Relacionados

Receita diz que vai barrar encomendas internacionais que tragam risco ao consumidor

Receita diz que vai barrar encomendas internacionais que tragam risco ao consumidor

Aparelhos eletrônicos, brinquedos, cosméticos, entre outros produtos que não se adequem às regras

El Niño x La Niña: mudança de fenômeno pode impactar a inflação no Brasil

El Niño x La Niña: mudança de fenômeno pode impactar a inflação no Brasil

Principal temor é que o fenômeno provoque longos períodos de seca, esvaziando reservatórios

Governo propõe a servidores aumentos em auxílio alimentação e benefícios

Governo propõe a servidores aumentos em auxílio alimentação e benefícios

Ministério da Gestão se reuniu com representantes do funcionalismo, mas não houve acordo

Reforma tributária: imposto sobre herança ou doação pode subir em 10 estados

Reforma tributária: imposto sobre herança ou doação pode subir em 10 estados

Texto prevê que imposto passe a ser progressivo em todo o país, com base no valor do patrimônio

Autuações da Receita Federal batem recorde e somam R$ 225 bilhões em 2023

Autuações da Receita Federal batem recorde e somam R$ 225 bilhões em 2023

Valor é 65% maior que o volume de autuações de 2022 e coincide com esforço por maior arrecadação

De olho na popularidade, Lula prepara obras do PAC com foco na população de baixa renda

De olho na popularidade, Lula prepara obras do PAC com foco na população de baixa renda

Governo quer aprovar medidas econômicas, como a criação de uma linha de crédito para CadÚnico

Supermercados propõe que sejam desonerados na cesta básica foie gras, bacalhau e trufas

Supermercados propõe que sejam desonerados na cesta básica foie gras, bacalhau e trufas

A discussão sobre quais produtos serão contemplados com quais benefícios ainda não foi feita

Governo estuda medidas para custear parte das tarifas e reduzir conta de luz dos consumidores

Governo estuda medidas para custear parte das tarifas e reduzir conta de luz dos consumidores

Segundo o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, três sugestões foram levantadas

pt_BRPortuguese