Voltar ao Início

Você está em:

Despacho gratuito de bagagem em voos deve afastar empresas ‘low cost’

Algumas dessas empresas já atuam em países vizinhos e tinham planos de vir para o Brasil após a pandemia
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A volta do despacho gratuito de bagagens em voos, discutida no Congresso Nacional, deve afastar do Brasil as companhias "ultra low cost", empresas aéreas que oferecem voos muito baratos, mas que cobram valores adicionais por itens como bagagem, alimentação e marcação de assentos.
Algumas dessas empresas já atuam em países vizinhos e tinham planos de vir para o Brasil após a pandemia.

O texto que prevê o despacho gratuito foi aprovado pelo Senado nesta terça-feira (17) e agora será analisado pela Câmara dos Deputados.

Empresários do setor e integrantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) dizem que o Brasil estará na "direção oposta do que vem ocorrendo no mundo".
"A passagem vai ficar ainda mais cara", alerta o presidente da Anac, Juliano Noman.

As empresas aéreas do Brasil não têm se manifestado publicamente contra a medida porque, para elas, significaria afastar concorrência.

Reservadamente, executivos das três principais empresas que operam voos domésticos no Brasil reconhecem que os preços cobrados dentro do Brasil subiram muito mais do que para destinos internacionais. A explicação é a falta de concorrência.
"Não tivemos ajuda do governo ao longo da pandemia e as tarifas de hoje refletem isso", afirmou um executivo.

Nos voos internacionais, relatam, há empresas de fora atuando no Brasil, por isso as empresas brasileiras não puderam subir os valores. Já os voos domésticos, operados basicamente por três empresas, estão hoje compensando a alta do combustível da aviação e também as perdas e endividamento da pandemia.

Nos últimos meses, preços de alguns trechos dentro do Brasil, como a ponte aérea Rio-SP, triplicaram.
"Hoje, as empresas domésticas tem uma primeira tarifa, mais barata, para quem não despacha bagagem. Esta tarifa vai simplesmente desaparecer, e mesmo quem não despacha bagagem vai pagar uma tarifa maior".

Para Juliano Noman, presidente da Anac, somente a concorrência poderá reduzir preços no Brasil. Isso poderia se dar com a entrada de empresas econômicas, as chamadas low cost.
Com a perspectiva de fim da pandemia, a agência reguladora voltou a ser procurada pelas ultra low cost interessadas no Brasil. Algumas já devem operar voos de países vizinhos para o Brasil neste ano. A ideia seria, a partir de 2023, terem autorização de operar voos domésticos.

Posts Relacionados

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Das 8.836 denúncias de abuso sexual registradas no Rio de Janeiro em 2023, 3.540 eram de crianças que tinham até 13 anos

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

De acordo com os moradores, pelo menos 15 bairros ainda estão sendo afetados devido às últimas chuvas em Barreirrinhas

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

É o menor patamar que o lago atinge desde a tarde de sábado (4). Cota de inundação é de 3 metros

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

364 municípios foram atingidos pelo desastre climático que causa chuvas intensas e alagamentos no estado

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Local está fechado desde a última sexta-feira (3) devido ao aumento das águas do Guaíba

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Meteorologistas explicam que catástrofe é resultado da atuação de pelo menos três fenômenos na região, agravados pelo clima

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Para coibir fraudes, os 2 milhões de inscritos não poderão levar para casa o caderno de provas e terão digitais coletadas

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Especialistas explicam que a instituição precisa investigar as denúncias e tomar as medidas cabíveis

pt_BRPortuguese