Voltar ao Início

Você está em:

Dia da Democracia: tribunais fazem campanha nas redes para celebrar a soberania popular

Data dedicada ao regime democrático foi instituída em 2007 pela ONU. Campanha foi puxada pelo TSE
Amanda Omura

Amanda Omura

Tribunais superiores e diversos órgãos do Judiciário realizaram nesta sexta-feira (15) uma campanha, nas redes sociais, em comemoração ao Dia da Democracia.

A data – 15 de setembro – dedicada ao regime democrático foi instituída na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) de 2007. E é celebrada pelo Brasil e mais de 120 países.

Considerada pela ONU um "valor universal", a democracia tem como base a livre expressão da vontade dos povos, a quem cabe determinar "sistemas políticos, econômicos, sociais e culturais".

O regime tem como principal característica o zelo pela soberania popular e preza pela distribuição equitativa de poder.
Com a publicação da Constituição Federal de 1988, a "Constituição Cidadã", o Brasil vive o período mais longo de estabilidade democrática de sua história.

DemocraciaSempre

Para celebrar a data, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) puxou a campanha #DemocraciaSempre nas redes sociais.

Também chamado de "Tribunal da Democracia" pela atuação em defesa do voto popular e responsabilidade sobre o sistema eleitoral, o TSE publicou uma mensagem institucional na qual explica que a campanha lançada nesta sexta "é uma mobilização digital que defende, incentiva e reforça a importância do #DiaDaDemocracia, data que celebra globalmente os regimes democráticos".
O Supremo Tribunal Federal (STF), conhecido como "guardião da Constituição", aderiu ao movimento digital e publicou sobre o tema no seu perfil oficial na rede X (antigo Twitter).

"#DiaDaDemocracia Vozes unidas, democracia fortalecida! Estamos com o TSE celebrando o respeito, o diálogo, a inclusão e a diversidade! #DemocraciaSempre", afirmou a Suprema Corte.

A mensagem também foi compartilhada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), Corte que interpreta a legislação federal no Brasil; e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que tem como missão promover o desenvolvimento do Poder Judiciário e controlar a atuação de magistrados.

Posts Relacionados

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Lula chama evento com Tarcísio em SP de ‘ato civilizatório’, e diz que dará ‘todo apoio’

Presidente e governador participaram de cerimônia sobre construção de túnel entre Santos e Guarujá

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

Bolsonaro pode ter recebido informações da Abin após ex-presidente deixar o cargo

A suspeita é de que assessores de Carlos Bolsonaro pediam informações para o ex-diretor da Abin, Alexandre Ramagem

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

Governo estuda prorrogar GLO em portos e aeroportos por 6 meses

As Forças Armadas ganharam poder de polícia nos aeroportos, e nos portos a Marinha passou a monitorar os acessos

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Lula conversa com presidente do Equador e oferece ajuda em crise de segurança

Há preocupação no Palácio do Planalto de que a escalada da violência atinja brasileiros que vivem no Equador

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

CGU conclui que é falso registro de que Bolsonaro teria se vacinado contra a Covid

De acordo com a Controladoria, os resultados serão encaminhados às autoridades do estado e do município de São Paulo

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Isenção fiscal para líderes religiosos tiraR$ 300 milhões dos cofres públicos

Suspensão da regra que desonerava líderes religiosos abriu novo capítulo de desgaste com equipe econômica

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

Como Brasil preside grupo de países, debates serão coordenados pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves

Ministro Lewandowski começa a montar equipe na próxima semana

Ministro Lewandowski começa a montar equipe na próxima semana

Ana Maria Alvarenga Mamede Neves trabalha com o novo ministro desde 2010 e já foi chefe de gabinete de Lewandowski

pt_BRPortuguese