Voltar ao Início

Você está em:

Mais de um terço das famílias relata queda da renda mensal

Grande parte dos brasileiros sentiu orçamento diminuir e prepara cortes de gastos para próximos meses
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

40% das famílias brasileiras indicou que a renda diminuiu nos primeiros três meses deste ano, aponta pesquisa da empresa de dados TransUnion. A queda foi causada principalmente por perda de emprego ou redução de salários.

O impacto foi maior para as famílias de baixa renda. Entre pessoas que ganham até R$ 1 mil, 53% indicaram que o orçamento familiar encolheu neste período. O percentual cai consideravelmente para as famílias com renda mais alta: foi de 35% para quem ganha entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês, e de 24% para as famílias com renda acima de R$ 10 mil.

Por causa do aperto, a maioria dos entrevistados (77%) respondeu que tem preocupação se conseguirá pagar as contas integralmente, como as de manutenção de casa e empréstimos. Entre as pessoas que perderam renda, 60% disse que não conseguiria pagar pelo menos uma das contas atuais.

O peso no bolso dos brasileiros é motivado pelos impactos financeiros da pandemia de Covid-19, mas também pelo aumento da inflação e da taxa básica de juros do país, e tem levado a uma reorganização dos gastos, analisa Claudio Pasqualin, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da TransUnion Brasil.
O aumento de salário e de oportunidades de negócios é menor do que as reduções e demissões. Por exemplo: enquanto 24% dos entrevistados disse que alguém em casa perdeu o emprego e 22% teve algum familiar com salário reduzido, apenas 13% relatou que alguém de casa começou um novo negócio, 11% teve aumento salarial e somente 7% conseguiu emprego no período.

O que os brasileiros estão cortando
Jantar fora, viajar e pagar ingressos de shows e cinema virou passado para quase metade dos brasileiros. 49% das pessoas entrevistadas vão ter que cortar esses gastos extras para que o salário dure até o fim do mês.

Boa parte (43%) também prepara cortes em compras caras, como eletrodomésticos e carros, e no varejo (com roupas e eletrônicos) nos próximos três meses. Além da queda da renda, a inflação também pesou no comportamento de 84% dos entrevistados.

O aumento dos juros também afetou as decisões sobre empréstimos e financiamentos. Mais da metade das pessoas pesquisadas (56%) indicou que o aumento das taxas de juros teve um grande impacto sobre a decisão de solicitar crédito nos próximos 12 meses.

Mesmo assim, o crédito foi considerado pela maioria das pessoas (91%) como um acelerador do alcance de metas financeiras. Mas apenas 45% afirmou que atualmente têm acesso a uma quantia suficiente.

Informalidade cresce
Segundo levantamento da LCA Consultores, a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) do IBGE, o número de trabalhadores com carteira assinada diminuiu em 2,8 milhões entre 2014 e 2022, enquanto que o de trabalhadores por conta própria ou sem registro em carteira aumentou em 6,3 milhões em 8 anos.

Posts Relacionados

Por que cada vez mais brasileiros estão pedindo demissão?

Por que cada vez mais brasileiros estão pedindo demissão?

Dados do Ministério do Trabalho revelam que 7,3 milhões de brasileiros pediram demissão em 2023

Temu: varejista concorrente da Shopee e AliExpress inicia vendas no Brasil

Temu: varejista concorrente da Shopee e AliExpress inicia vendas no Brasil

Empresa de comércio eletrônico chega um dia após o Senado aprovar a chamada "taxa das blusinhas"

Governo divulga rótulo do arroz que será importado; pacote de 5 kg será vendido por R$ 20

Governo divulga rótulo do arroz que será importado; pacote de 5 kg será vendido por R$ 20

Governo vai comprar 300 mil toneladas e as primeiras vão chegar entre 10 de junho e 8 de setembro

Turismo internacional tem melhor abril da história com entrada de US$ 620 milhões

Turismo internacional tem melhor abril da história com entrada de US$ 620 milhões

Valor gasto por visitantes de outros países para o mês cresceu de 37,1% em relação a abril de 2023

Desemprego vai a 7,5% no trimestre terminado em abril, diz IBGE

Desemprego vai a 7,5% no trimestre terminado em abril, diz IBGE

Desocupação atinge 8,2 milhões. É o melhor resultado para este trimestre móvel desde 2014

Cartão de crédito: juros sobem novamente em abril e atingem 423% ao ano

Cartão de crédito: juros sobem novamente em abril e atingem 423% ao ano

Acima de 400% ao ano, essa é a linha de crédito mais cara do mercado financeiro

Como o BPO Pode Ajudar Sua Empresa a Crescer

Como o BPO Pode Ajudar Sua Empresa a Crescer

Em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas estão constantemente buscando maneiras de otimizar suas operações e reduzir custos. Uma das estratégias mais eficazes

Prejuízos na agropecuária causados pelas chuvas no RS ultrapassam R$ 2,5 bilhões

Prejuízos na agropecuária causados pelas chuvas no RS ultrapassam R$ 2,5 bilhões

Os prejuízos causados pelas chuvas no Rio Grande do Sul no campo já ultrapassam R$ 2,5 bilhões, informou nesta sexta-feira (17) a Confederação Nacional de

pt_BRPortuguese