Voltar ao Início

Você está em:

Eleições 2022: quem faltou no primeiro turno pode votar no segundo? Entenda

O TSE considera cada turno como uma eleição independente, portanto, quem não compareceu no domingo pode votar no dia 30
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Brasil terá um segundo turno para definir a eleição presidencial entre os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). Alguns estados também terão segundo turno para a definição de governadores. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores que não votaram no primeiro turno das eleições podem votar no segundo turno, que acontece no dia 30 de outubro.

O TSE reforça que considera cada turno como uma eleição independente. Assim, para votar no segundo turno, o eleitor não precisa ter participado do primeiro.

Para votar no dia 30, quem faltou no primeiro turno deve apenas estar com o título de eleitor regularizado. Ou seja, é preciso conferir se o título não está cancelado ou suspenso.
Segundo o TSE, o cancelamento do título de eleitor acontece quando o eleitor deixa de votar, justificar a falta ou pagar a multa por três eleições seguidas. Já a suspensão ocorre em casos de não cumprimento do serviço militar obrigatório, condenação criminal transitada em julgado ou condenação por improbidade administrativa.

Justificativa
Mesmo votando no segundo turno, quem faltou ao primeiro precisa justificar a ausência das urnas à Justiça Eleitoral. A justificativa deve ser feita no prazo máximo de 60 dias depois da eleição. Ou seja, como o primeiro aconteceu no dia 2 de outubro, a justificativa deve ser enviada até o dia 1º de dezembro.

Não é necessário apresentar a justificativa para conseguir votar no segundo turno. Mas, para não perder o prazo, o indicado é justificar a ausência o quanto antes.

É possível justificar a falta no primeiro turno por meio do aplicativo e-Título, disponível para download nas Plataformas Android e iOS. Além do app, é possível enviar a justificativa seguindo o passo a passo através do Sistema Justifica, nos portais da Justiça Eleitoral; ou preenchendo um formulário de justificativa eleitoral.

Em qualquer desses meios, a documentação que comprove o motivo da ausência à eleição deverá ser anexada ao requerimento para exame da autoridade judiciária da zona eleitoral responsável pelo título. Caso a justificativa seja aceita, haverá o registro no histórico do título eleitoral. Se a justificativa for indeferida, a pessoa precisará quitar o débito.

Posts Relacionados

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Das 8.836 denúncias de abuso sexual registradas no Rio de Janeiro em 2023, 3.540 eram de crianças que tinham até 13 anos

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

De acordo com os moradores, pelo menos 15 bairros ainda estão sendo afetados devido às últimas chuvas em Barreirrinhas

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

É o menor patamar que o lago atinge desde a tarde de sábado (4). Cota de inundação é de 3 metros

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

364 municípios foram atingidos pelo desastre climático que causa chuvas intensas e alagamentos no estado

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Local está fechado desde a última sexta-feira (3) devido ao aumento das águas do Guaíba

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Meteorologistas explicam que catástrofe é resultado da atuação de pelo menos três fenômenos na região, agravados pelo clima

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Para coibir fraudes, os 2 milhões de inscritos não poderão levar para casa o caderno de provas e terão digitais coletadas

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Especialistas explicam que a instituição precisa investigar as denúncias e tomar as medidas cabíveis

pt_BRPortuguese