Voltar ao Início

Você está em:

Em que língua você sonha?O mistério dos sonhos multilíngues

Muitos de nós classificamos os idiomas falados nos nossos sonhos de certas formas, por pessoa, local ou etapa da vida
Amanda Omura

Amanda Omura

Pouco depois de começar a trabalhar nesta reportagem, tive um sonho muito conveniente. Eu estava dando uma festa em um quarto de hotel, com convidados dos Estados Unidos, do Paquistão e de outros países. A maior parte deles conversava em inglês, enquanto um ou dois falavam alemão, minha língua-mãe.

Até que houve um momento em que eu não conseguia encontrar meu filho e entrei em pânico. Quando o encontrei, suspirei aliviada: “ach, da bist du ja!” — “aqui está você”, em alemão — e o abracei.

Quando você fala mais de um idioma, pode ter experiências como esta, com as línguas se misturando durante o sono. Meus sonhos frequentemente são em inglês, que falo no dia a dia aqui em Londres, mas também em alemão, o idioma da minha infância.

Mas como e por que o nosso cérebro cria esses sonhos multilíngues — será que eles podem influenciar nossas técnicas de linguagem na vida real?

Decodificar os idiomas dos sonhos
À primeira vista, pode não parecer surpreendente que muitos poliglotas, que fazem malabarismos com diferentes idiomas ao longo do dia, e até pessoas que estão começando a aprender um idioma estrangeiro usem essas línguas também nos seus sonhos. Afinal, o idioma que falamos durante o dia geralmente ressurge durante a noite.

Um estudo com pessoas surdas e com dificuldade de audição concluiu que elas se comunicam nos sonhos da mesma forma em que fazem quando estão acordadas, pela linguagem de sinais. Mas uma análise detalhada dos sonhos multilíngues revela um quadro mais complexo.

Para começar, em vez de repetir aleatoriamente fragmentos linguísticos do dia que passou, nosso cérebro aparentemente os mistura com todo tipo de preocupações, memórias e problemas diurnos.

Ele pode até criar diálogos inteiros em um idioma fantástico e desconhecido ou em um idioma que você encontrou quando estava acordado, mas não fala. Nos meus sonhos, por exemplo, às vezes tenho intensas conversas em japonês, um idioma que estudei, mas não consegui dominar na vida real.

Muitos de nós aparentemente classificamos os idiomas falados nos nossos sonhos de certas formas, por pessoa, local ou etapa da vida.

Nos nossos sonhos, as pessoas podem falar os idiomas que falariam na vida real, enquanto os sonhos sobre a casa da infância de uma pessoa costumam ser falados no mesmo idioma da infância. Mas a ideia de padrões comuns precisa ser abordada com cautela, já que existem poucos e pequenos estudos sobre os sonhos multilíngues.

Além disso, os idiomas falados nos sonhos podem ser influenciados por questões de cultura e identidade. Foi o caso de uma mulher tailandesa-americana que sonhou que comprava um vestido para sua irmã falecida e discutia a escolha com suas sobrinhas em tailandês e em inglês.

Posts Relacionados

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

Por que o álcool é tão perigoso para o cérebro dos jovens

O álcool é uma toxina. Seus riscos incluem acidentes, doenças do fígado e muitos tipos de câncer, até em pequenas quantidades

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

Candidíase em homens: como surge a infecção que causa coceira e manchas

A 'Candida albicans' é um tipo de fungo que normalmente coexiste em equilíbrio na microbiota humana, e faz parte do corpo

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Cosméticos: quais substâncias nossa pele consegue ou não absorver

Marketing traz apelo de várias substâncias com promessas de resultados, mas nem tudo é absorvido pela pele

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

A teoria do ‘útero errante’ que deu origem ao ultrapassado conceito de histeria

Esta crença existiu há mais de 2,4 mil anos, mas o paradigma sobre como o suposto 'animal' afetava o corpo se manteve

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Psicóloga incentiva adultos a cuidarem de sua criança interior para superar traumas

Com mais de 8 milhões de seguidores, Nicole Lepera fala sobre como os traumas influenciam a vida adulta em vídeos

Álcool, cravo e óleo de citronela: os repelentes caseiros funcionam contra a dengue?

Álcool, cravo e óleo de citronela: os repelentes caseiros funcionam contra a dengue?

Sem comprovação de eficácia, produtos não são aprovados pela Anvisa e podem causar alergias em contato com a pele

O que a maior revisão de estudos sobre comidas ultraprocessadas revelou

O que a maior revisão de estudos sobre comidas ultraprocessadas revelou

Ultraprocessados, como cereais matinais e refrigerantes, foram associados a 32 efeitos prejudiciais à saúde

Procrastinação: por que algumas pessoas “enrolam” mais do que as outras?

Procrastinação: por que algumas pessoas “enrolam” mais do que as outras?

Por que adiamos declaração de imposto de renda ou fazer faxina? Por que algumas pessoas "enrolam" mais do que as outras?

pt_BRPortuguese