Voltar ao Início

Você está em:

Em seis anos, procura por cursos de licenciatura cai 74% em universidades públicas

Levantamento analisou número de inscritos em vestibulares para os cursos de Matemática e Letras de 2017 a 2023
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O interesse em cursos de licenciatura caiu 74% nos últimos seis anos nas universidades públicas do Paraná. O dado considera a quantidade de candidatos inscrita nos vestibulares e no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) nos cursos de Matemática e Letras, de 2017 a 2023.

A formação é obrigatória para quem quer dar aulas na Educação Básica.

Em 2017, o número total de inscritos para os dois cursos nos processos seletivos analisados foi 13.574. Seis anos depois, em 2023, a quantidade despencou para 3.540.

Docente com mais de 30 anos de atuação cita entre os motivos que têm afastado os jovens da carreira de professor estão os baixos salário e as condições de trabalho. Entenda mais abaixo.
"A remuneração não atrai. Os jovens não enxergam como uma perspectiva de futuro", afirma Sandra Garcia que atua no Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

O que os números mostram
Levantamento exclusivo do g1 analisou dados das 11 universidades públicas do Paraná – federais e estaduais localizadas em todas as regiões do estado. São elas:
Universidade Estadual de Londrina (UEL)
Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro)
Universidade Estadual do Paraná (Unespar)
Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila)
Instituto Federal do Paraná (IFPR)
Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Se considerado apenas o curso de licenciatura em Matemática, a queda foi ainda maior, de 76%, passando de 5.980 candidatos em 2017 para 1.436 no ano passado.

No caso do curso de Letras, foram consideradas todas as habilitações que incluíam Português, como Português/Italiano ou Português/Alemão.

A queda na área nos seis anos analisados foi de 72%, com o número de interessados caindo de 7.594 para 2.104.

Posts Relacionados

INSS alerta que salário-maternidade pode ser pedido gratuitamente e sem intermediários

INSS alerta que salário-maternidade pode ser pedido gratuitamente e sem intermediários

Solicitação pode ser feita pela própria trabalhadora pelo site do governo ou pelo aplicativo Meu INSS

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Redução do desmatamento na Amazônia no primeiro trimestre é de 40% neste ano em comparação com o ano passado

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Indenização não será devida se governos conseguirem provar que não houve participação de agentes de segurança em mortes

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Dados mostram desigualdade na distribuição e fixação de profissionais, com menos médicos no interior e em cidades pequenas

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

pt_BRPortuguese