Voltar ao Início

Você está em:

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A empresa de bebidas Ambev S.A iniciou nesta terça-feira (23) o cadastramento dos ambulantes que se interessam em trabalhar durante o carnaval de rua da cidade de São Paulo em 2024.

O cadastro acontece no site de uma das marcas da empresas (https://www.brahma.com.br/carnaval-sp-ambulantes-2024), onde os candidatos demonstram interesse no trabalho.

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo. A inscrição pelo site não garante qualquer direito de atuar como promotor de venda no Carnaval 2024.

Após a inscrição, a empresa vai marcar um dia de agendamento do candidato, entre os dias 24/01 e 02/02/2024, onde ele precisa comparecer e levar os seguintes documentos:
Whatsapp de comprovação de confirmação do horário e dia agendado;
Cópia do RG/CPF ou CNH – o mesmo exigido na próxima etapa de cadastro;
Cópia do comprovante de residência no município de São Paulo em seu nome

O ambulante que não comparecer no dia marcado, está sujeito a perda da vaga, segundo a Ambev.

Para a execução do trabalho, a empresa afirma que será permitido até dois acompanhantes por pessoa credenciada.

Patrocínio do carnaval de rua
A Ambev S.A venceu novamente na terça-feira (16) a licitação para patrocinar o carnaval de rua de São Paulo por R$ 26,6 milhões, segundo a prefeitura.

O valor do contrato de 2024 é apenas R$ 1 milhão maior do no ano passado, quando a Ambev também venceu o edital para ser a empresa oficial da festa de rua da capital paulista por R$ 25,6 milhões.

O pagamento do valor aprovado será feito em parcela única, no próximo dia 23 de janeiro, conforme consta da Ata do processo, disse a Secretaria Municipal de Subprefeituras (SMSUB).

Neste ano, os desfiles dos blocos de rua da cidade começam no dia 3 de fevereiro, com o pré-carnaval e vão até 18 de fevereiro, com o pós-folia. Serão oito dias oficiais de festa.

Posts Relacionados

INSS alerta que salário-maternidade pode ser pedido gratuitamente e sem intermediários

INSS alerta que salário-maternidade pode ser pedido gratuitamente e sem intermediários

Solicitação pode ser feita pela própria trabalhadora pelo site do governo ou pelo aplicativo Meu INSS

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Redução do desmatamento na Amazônia no primeiro trimestre é de 40% neste ano em comparação com o ano passado

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Indenização não será devida se governos conseguirem provar que não houve participação de agentes de segurança em mortes

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Dados mostram desigualdade na distribuição e fixação de profissionais, com menos médicos no interior e em cidades pequenas

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

en_USEnglish