Voltar ao Início

Você está em:

Cerveja gelada pode não ser a melhor opção para enfrentar a onda de calor

Médicos explicam como o consumo de álcool, especialmente em dias quentes, pode agravar quadros de desidratação
Amanda Omura

Amanda Omura

O sol quente e os termômetros batendo recordes, como na atual onda de calor que afeta boa parte do país, combinam perfeitamente com uma cervejinha gelada, certo? Bom, para desapontamento dos amantes da bebida, essa pode não ser a melhor das estratégias para manter a hidratação.

Na verdade, o resumo é que, apesar do saboroso frescor momentâneo, o álcool é conhecido por ser um poderoso diurético. Ou seja, ele intensifica a produção de urina e a perda de líquidos do nosso corpo. Assim, associado ao aumento da transpiração provocada pelo sol escaldante, criamos uma receita perfeita para a desidratação: algo no mínimo indesejável nesse clima quente.

Tecnicamente, dá para lembrar que o álcool, tanto de bebidas fermantadas como de destiladas, diminui a vasopressina, que é um famoso hormônio antidiurético (ADH).
Luis Fernando Penna, clínico geral e líder do pronto-atendimento do Hospital Sírio-Libanês, explica que, uma vez que a vasopressina é responsável pela reabsorção de água no sistema digestivo, reduzir sua quantidade não é a solução ideal para enfrentar o calor intenso desses últimos dias.

"Por isso o aumento da diurese [secreção de urina] após consumo de álcool. E isto explica também a 'ressaca alcoólica' do dia seguinte, puramente, desidratação. Em dias de calor este processo de desidratação, piora, aumentado os sintomas", alerta Penna.

E quanto maior o teor alcoólico, maior a diminuição na produção de ADH. Nesse sentido, aguardentes como gim, rum, tequila, vodka e cachaça são consideradas as principais vilãs desse cenário.

Penna, porém ressalta que devido ao alto teor alcoólico dessas bebidas, muitas vezes, as pessoas limitam seu consumo devido à rápida ocorrência de sintomas de embriaguez.

Isso difere, por exemplo, da cerveja, cujo teor alcoólico é mais baixo, permitindo um consumo mais exagerado e, consequentemente, desidratando o indivíduo por um período mais prolongado.

Por isso, é preciso estar atento aos sintomas da desidratação, os quais podem piorar conforme a idade da pessoa, já que idosos podem perde a percepção de sede. Geralmente, Paulo Olzon, clínico geral e médico infectologista da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), explica que os sintomas mais graves incluem as seguintes características:

Tontura
Fraqueza
Falta de ar
Escurecimento da visão
Pele seca
Desmaios
Confusão mental
Urina escura

Posts Relacionados

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

A dermatite atópica também é conhecida como eczema atópico. De origem grega, o termo significa pele que ferve

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Os riscos de energéticos pré-treino com cafeína, que prometem resultado rápido

Vendidos em cápsulas ou como bebidas, os pré-treinos são turbinados com cafeína e vendidos sem prescrição médica

en_USEnglish