Voltar ao Início

Você está em:

Da comissão aos convocados: o que Diniz mudou e o que foi mantido na Seleção

O técnico Fernando Diniz tem optado por manter a base encontrada e, gradualmente, dar sua cara à Seleção
Amanda Omura

Amanda Omura

Fernando Diniz olha para a frente, mas não ignora o passado. Em início de trajetória na seleção brasileira, o treinador tenta implementar ideias e métodos de trabalho de sua preferência ao mesmo tempo em que aproveita o legado deixado pelo antecessor dele no cargo, Tite. Seja na comissão técnica, nos jogadores convocados ou mesmo na estruturação da equipe, Fernando Diniz evita mudanças radicais. O técnico tem optado por manter a base encontrada e, gradualmente, dar sua cara à Seleção. – Tiveram seis anos com Tite, que foi trabalho digno de todos elogios. Não ganhou Copa do Mundo, mas foi excelente. A gente vai aproveitar as coisas que eles têm segurança de fazer, que são boas, e aos poucos vamos adaptando algumas coisas que a gente está trazendo no novo estilo de jogar – disse o treinador, em entrevista na data Fifa de setembro. A postura de Diniz, de valorizar o que foi feito no último ciclo de Copa, repercutiu positivamente entre os líderes da Seleção. – Penso que o Diniz, desde o primeiro dia, vem implementando a sua filosofia de jogo. Ele entende e sabe muito bem que esse time tem uma sementinha do trabalho do Tite, e ele vem regando tudo isso – opinou o zagueiro Marquinhos. – Eu tive experiência com nosso último treinador, o Tite, e ele deixou um legado muito grande aqui [...] Se tiver um trabalho bem próximo da perfeição, eu diria que foi o do Tite. Mas no futebol a gente sabe: quando perde está tudo errado, quando ganha está tudo certo – destacou Casemiro. Jogadores convocados Fernando Diniz já elaborou duas listas desde que foi contratado, ambas para jogos das Eliminatórias. A primeira para duelos contra Bolívia e Peru, mês passado. Já a outra, para a data Fifa deste mês, contra Venezuela, nesta quinta-feira, e Uruguai, na próxima terça. Ao todo, 32 atletas foram convocados. Destes, 22 já tinham sido chamados por Tite - ou seja, 68,7%. O treinador deu chance a seis novatos: o goleiro Lucas Perri, o zagueiro Nino, os laterais Caio Henrique, Carlos Augusto e Yan Couto, além do goleiro Bento, que acabou cortado antes de se apresentar.

Posts Relacionados

Flamengo critica CBF sobre o calendário: “Brasileiro não tem isonomia”

Flamengo critica CBF sobre o calendário: “Brasileiro não tem isonomia”

Vice de futebol comenta declaração de Tite, e Bruno Spindel ataca confederação após recusa de troca de datas na Copa América

Neymar brinca com Jorge Jesus em treino e acompanha Al-Hilal na Supercopa

Neymar brinca com Jorge Jesus em treino e acompanha Al-Hilal na Supercopa

Atacante brasileiro compartilha vídeo do clube sobre final com Al-Ittihad e diz: "E a vontade de estar lá?"

Mundial de Clubes: Fifa vai mudar troféu e logo para novo torneio

Mundial de Clubes: Fifa vai mudar troféu e logo para novo torneio

Presidente Gianni Infantino afirma que nova taça estará entre os vários anúncios que a entidade fará para a competição este ano

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que o tetracampeão é alguém "que nunca se pode descartar"; em entrevista recente

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

A resposta sobre a proposta de R$ 12 milhões pelo volante não foi oficialmente recusada pelo SAF alvinegra, e ainda há conversas

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Verdão estreia na competição continental nesta quarta-feira, mas deve poupar titulares por estar entre as finais do Paulistão

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Presidente responde a questionamentos em grupo de WhatsApp com aliados políticos sobre renovação do atacante: "Não seremos reféns"

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Essa é a segunda punição do Peixe; a primeira, pelo não pagamento do técnico Fabián Bustos, foi resolvida após quitação dos R$ 4,7 milhões

en_USEnglish