Voltar ao Início

Você está em:

Diretoria do Flamengo mantém apoio para Marcos Braz seguir após briga

A briga fez com que alguns vice-presidentes e conselheiros do clube manifestassem o desejo pela saída de Braz do cargo
Amanda Omura

Amanda Omura

Marcos Braz não corre risco de demissão no Flamengo após se envolver em uma briga com o entregador Leandro Campos da Silveira Gonçalves Junior na tarde da última terça-feira, em um shopping da Zona Oeste do Rio de Janeiro. O pronunciamento de Rodrigo Dunshee de Abranches, vice-presidente jurídico e geral do clube, na saída da 16ª Delegacia de Polícia, é a posição da maior parte da diretoria internamente.

Mas não é uma unanimidade. A briga fez com que alguns vice-presidentes e conselheiros do clube manifestassem o desejo pela saída de Braz do cargo, porém, ele continua respaldado por Rodolfo Landim. O mandatário rubro-negro, que já manifestou apoio público ao vice de futebol por diversas vezes anteriormente, enxerga junto com seus pares que o dirigente tem sido ameaçado e foi vítima na história.

  • Eu não fui só xingado, fui até ameaçado de morte. E atacaram minha filha também - disse Braz.

Ou seja, a única possibilidade de Marcos Braz sair seria por opção própria, com ele entregando o cargo. Mas o dirigente repetidamente já afirmou em outros momentos que só deixará o Flamengo junto com Landim ao término da atual gestão, que vai até o fim de 2024.

Independentemente do título ou do vice-campeonato da Copa do Brasil no próximo domingo, Marcos Braz continuará como o homem forte do futebol rubro-negro e será o responsável por uma eventual reformulação no elenco ou na comissão técnica após a temporada muito ruim do Flamengo em 2023. O técnico Jorge Sampaoli, por exemplo, já é dado como carta fora do baralho no clube para o ano que vem.

Entenda o caso
Marcos Braz estava com sua filha dentro de uma loja quando foi abordado por três torcedores, que se identificaram como integrantes de uma organizada. Eles criticaram o vice de futebol e pediram a saída do técnico Jorge Sampaoli e de Gabigol.

Segundo Braz, ele foi xingado. Na sequência, o vice de futebol do Flamengo e um amigo saíram atrás dos rubro-negros e deram início à confusão. Após a confusão, no próprio shopping e com Braz dentro da loja, torcedores do Flamengo se aglomeraram e protestaram contra o dirigente.

Posts Relacionados

Flamengo critica CBF sobre o calendário: “Brasileiro não tem isonomia”

Flamengo critica CBF sobre o calendário: “Brasileiro não tem isonomia”

Vice de futebol comenta declaração de Tite, e Bruno Spindel ataca confederação após recusa de troca de datas na Copa América

Neymar brinca com Jorge Jesus em treino e acompanha Al-Hilal na Supercopa

Neymar brinca com Jorge Jesus em treino e acompanha Al-Hilal na Supercopa

Atacante brasileiro compartilha vídeo do clube sobre final com Al-Ittihad e diz: "E a vontade de estar lá?"

Mundial de Clubes: Fifa vai mudar troféu e logo para novo torneio

Mundial de Clubes: Fifa vai mudar troféu e logo para novo torneio

Presidente Gianni Infantino afirma que nova taça estará entre os vários anúncios que a entidade fará para a competição este ano

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Mercedes está aberta a receber Sebastian Vettel de volta à F1

Chefe da equipe alemã, Toto Wolff afirmou que o tetracampeão é alguém "que nunca se pode descartar"; em entrevista recente

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

Vasco ainda sonha com Marlon Freitas e tem outras duas negociações

A resposta sobre a proposta de R$ 12 milhões pelo volante não foi oficialmente recusada pelo SAF alvinegra, e ainda há conversas

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Palmeiras inicia busca para se isolar como maior brasileiro na Libertadores

Verdão estreia na competição continental nesta quarta-feira, mas deve poupar titulares por estar entre as finais do Paulistão

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Landim diz que possível saída do Flamengo afetará Gabigol

Presidente responde a questionamentos em grupo de WhatsApp com aliados políticos sobre renovação do atacante: "Não seremos reféns"

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Dorival aprova início pela Seleção:”O Brasil sai daqui com saldo positivo”

Essa é a segunda punição do Peixe; a primeira, pelo não pagamento do técnico Fabián Bustos, foi resolvida após quitação dos R$ 4,7 milhões

en_USEnglish