Voltar ao Início

Você está em:

G20 terá grupo de Empoderamento Feminino para discutir igualdade e misoginia

Como Brasil preside grupo de países, debates serão coordenados pela ministra das Mulheres, Cida Gonçalves
Amanda Omura

Amanda Omura

Representantes das 20 maiores economias do mundo vão discutir, ao longo dos próximos meses e sob comando do Brasil, temas como o enfrentamento à misoginia e à violência e a busca por igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Os debates ocorrerão no Grupo de Trabalho de Empoderamento Feminino no G20 – que, além dos países, reúne representantes da União Europeia e da União Africana. As reuniões do colegiado foram retomadas nesta quarta-feira (17).

O GT de Empoderamento é uma novidade da presidência brasileira do G20, iniciada em dezembro. A coordenação ficará a cargo da ministra das Mulheres, Cida Gonçalves.

A primeira reunião teve como pauta assuntos como:
a divisão sexual do trabalho como fator de desigualdade entre homens e mulheres – por meio da garantia de empregos e salários superiores aos homens e do trabalho doméstico das mulheres;
e assuntos relacionados a justiça climática – ressaltando que mulheres são as protagonistas das ações territoriais que visam frear o agravamento da crise climática e suas consequências sobre seus povos e territórios.

A primeira-dama do Brasil, Janja da Silva, discursou na reunião inaugural do grupo de trabalho e ressaltou o peso da misoginia e da desigualdade de gênero nas mulheres dos países mais pobres e em desenvolvimento, o chamado "Sul Global".

“Na nossa realidade desigual, os países do Sul Global que têm sofrido as maiores perdas materiais e humanas. Mas hoje já podemos observar que os países do Norte e os mais ricos também têm percebido o aumento dos impactos em seus territórios e populações", disse Janja.

"Nesse cenário, as mulheres estão ainda sob maior risco e sofrem de forma desproporcional os prejuízos das crises, considerando seu papel social e histórico de responsabilidade sobre os cuidados dos mais vulneráveis", continuou.

Compromissos do G20
Em 2023, na última Declaração dos Líderes do G20, ainda sob a presidência da Índia, os países integrantes do G20 reafirmaram que a igualdade de gênero é um tema de importância fundamental e que investir no empoderamento mulheres e meninas tem efeito multiplicador na implementação da Agenda 2030 da ONU – um plano de ação para a comunidade internacional com foco para o Desenvolvimento Sustentável até 2030.

Posts Relacionados

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Lula busca apoio de governadores e religiosos para manter veto a PL da ‘saidinha’

Governo quer influenciar posição da bancada religiosa no Congresso e apelar para governadores sobre risco de crises

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

A expectativa é que nessa linha de crédito as taxas de juros sejam a metade do que o Pronampe cobra

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

Orlando Silva tenta colocar projeto na pauta da Câmara, mas diz que tema polêmico e lobby das "big techs" atrapalham

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

en_USEnglish