Voltar ao Início

Você está em:

Governador de SP elogia PAC: ‘Importante para os estados’

Presidente e governadores participaram de evento sobre investimentos e financiamentos federais para obras nos estados
Amanda Omura

Amanda Omura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) quebrou o protocolo em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (12), e "convocou" o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, a fazer um discurso elogioso aos investimentos federais nos estados.

O cerimonial não previa a fala de Tarcísio e chegou a anunciar um discurso de Lula – que reclamou fora do microfone e disse que "algum governador" deveria falar sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), indicando Tarcisio.

"Acho que o presidente Lula me escolheu porque eu estou levando o maior cheque. Deve ser por isso. Mas de fato, a gente fica muito satisfeito de ver esses projetos viabilizados. O PAC é um instrumento para isso. São projetos importantes para todos os estados que estão aqui presentes", afirmou.

"Para a realização da COP, para a infraestrutura do Mato Grosso do Sul, para o saneamento lá no Ceará. Ou seja, projetos que vão gerar, como o ministro Rui [Costa] falou, compra de material de construção, vão movimentar o comércio, vão movimentar a indústria, vão gerar emprego. São mestres de obras, são carpinteiros, são armadores, que terão oportunidade de trabalhar", prosseguiu.

O governador de São Paulo é filiado ao Republicanos, partido de oposição a Lula, e foi ministro do governo Jair Bolsonaro.

Após uma campanha em lados opostos, Tarcísio e Lula fizeram gestos de aproximação em 2023 – mas devem voltar a se opor nas eleições municipais do ano que vem.
Lula afirmou em discurso que não lhe importa a qual partido Tarcísio é filiado e defendeu que os governadores, assim como ele, foram eleitos pela população.

O presidente incentivou os governadores a terem criatividade e otimismo para atrair recursos.

"Se não tiver dinheiro a gente tem que correr atrás, não dá para a gente apenas constatar que não tem dinheiro e ficar quieto", afirmou.

Juros
Lula aproveitou para criticar novamente a taxa de juros praticada pelo Banco Central, comandado por Roberto Campos Neto. A Selic está em 12,25% ao ano e tem expectativa de reduzir para 11,75% na próxima reunião, que começa nesta quarta-feira (13).

Posts Relacionados

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

A expectativa é que nessa linha de crédito as taxas de juros sejam a metade do que o Pronampe cobra

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

Orlando Silva tenta colocar projeto na pauta da Câmara, mas diz que tema polêmico e lobby das "big techs" atrapalham

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Valor do bloqueio deve ficar em R$ 3 bilhões. Lula comemorou a notícia com os integrantes da equipe econômica

en_USEnglish