Voltar ao Início

Você está em:

Por que a saúde pélvica é fundamental para nossa qualidade de vida

A pelve é uma estrutura complexa, que tem a forma de uma bacia e é composta de ossos como o sacro, ílios, ísquios e púbis
Amanda Omura

Amanda Omura

A fisioterapeuta pélvica Renata Miranda, com especialização e mestrado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), já está acostumada com o desconhecimento das pessoas sobre o que é saúde pélvica – até entre profissionais da área da saúde. A pelve é uma estrutura complexa, que tem a forma de uma bacia e é composta de ossos como o sacro, ílios, ísquios e púbis. Suporta o peso da porção superior do corpo, abriga e protege os órgãos, além de dar sustentação às vísceras.

“A fisioterapia pélvica reabilita as funções da região”, explica a fisioterapeuta. “Embora os problemas sejam mais comuns à medida que envelhecemos, não são exclusivos da velhice”, completa. O importante, enfatiza, é não encarar como “normais” disfunções como, por exemplo, as relacionadas ao aparelho urinário: perda involuntária de urina, infecções de repetição, ou levantar-se inúmeras vezes à noite para fazer xixi. Constipação, perda de fezes e não conseguir segurar o pum estão entre outros distúrbios tratados – com sucesso – pela especialidade.

O assoalho pélvico é fundamental nesse equilíbrio no organismo. Como o nome diz, funciona como um piso formado por músculos que se localizam na região do períneo, entre a sínfise púbica (acima dos genitais externos) e o sacro, conectando-se às estruturas ósseas que amparam os órgãos. “Como ele funciona como uma rede de sustentação, tudo o que aumenta a pressão intra-abdominal pode apresentar riscos”, afirma Renata, listando fatores como o excesso de peso e a gravidez, mas também o esforço físico provocado por esportes de impacto, como, por exemplo, as corridas.

E por que o risco é maior para as mulheres? Por uma característica biomecânica feminina, que é a abertura da vagina e nossa dependência do estrogênio, cuja produção começa a declinar na perimenopausa. Quando não se trabalha o fortalecimento do assoalho pélvico, há mais chances de ocorrer o chamado prolapso genital, conhecido como “bexiga caída”: os músculos perdem a capacidade de sustentar os órgãos – que podem, inclusive, acabar “escapando” pela vagina ou pelo ânus.

“A região do períneo é estrógeno dependente e vai sofrer na menopausa. A mulher perde massa muscular, por isso é tão relevante um trabalho preventivo, mas cerca de 50% das pessoas não sabem contrair o assoalho pélvico corretamente, prejudicando o fortalecimento da musculatura”, avalia a fisioterapeuta, acrescentando que manter a saúde pélvica não se resume a controlar urina, fezes e puns: “ela está relacionada a uma melhor resposta sexual, porque essa musculatura é fundamental para o prazer”.

Posts Relacionados

Por que os ‘supercochilos’ podem ser bons para sua saúde

Por que os ‘supercochilos’ podem ser bons para sua saúde

O supercochilo é uma tendência em crescimento em todo o mundo. Mas uma rápida soneca durante o dia realmente funciona?

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

Vermelhidão, ressecamento, lesões e coceira: pode ser dermatite atópica

A dermatite atópica também é conhecida como eczema atópico. De origem grega, o termo significa pele que ferve

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Por que algumas pessoas se sentem cansadas o tempo todo?

Para algumas pessoas, não importa quanto tempo durmam, elas ainda se sentem cansadas e com pouca energia. Por quê?

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Manual de sobrevivência para o carnaval: veja cuidados para evitar ressaca

Em tempos de carnaval, nada melhor do que curtir a folia ao máximo. Mas você pensa na sua saúde enquanto aproveita?

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

O que acontece com corpo quando se para de tomar café

Costuma causar dor de cabeça, mas também melhora o humor, o sistema gastrointestinal e até a aparência

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Dengue: quais são os sintomas e quando é hora de buscar um hospital

Brasil registrou explosão no número de casos de dengue nas duas primeiras semanas deste ano, com 55.859 casos prováveis

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Colágeno: quais os efeitos reais do suplemento na pele?

Apesar de ser um suplemento popular, o colágeno ainda carece de boas evidências científicas que respaldem o principal benefício

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Por que devemos investir no consumo de frutas, legumes e verduras

Alimentos contêm substâncias bioativas que ajudam no nosso metabolismo. Quanto mais colorido o prato, melhor

en_USEnglish