Voltar ao Início

Você está em:

Segurança da Copa morre por queda no estádio Lusail

O Catar diz que 414 pessoas morreram entre 2014 e 2020. Já as ONGs relatam vários milhares de mortos desde 2010
Amanda Omura

Amanda Omura

Um agente de segurança morreu por uma queda grave durante seu turno de trabalho no estádio Lusail, palco da final da Copa do Mundo do Catar, anunciou o comitê organizador em um comunicado divulgado nesta quarta-feira (14).

Identificado como John Njau Kibue, o homem, cuja nacionalidade não foi especificada, caiu no sábado e morreu na terça-feira (13), depois de três dias sob cuidados intensivos, disse o comitê.
"Equipes médicas do estádio foram imediatamente para o local, e ele foi levado de ambulância para a unidade de terapia intensiva do Hospital Hamad" em Doha, afirmaram os organizadores.

A comissão afirmou que "a investigação sobre as circunstâncias da [sua] queda é prioridade e [que] serão dadas mais informações sobre os resultados [da investigação]".
"Também vamos garantir que sua família receba todo o dinheiro que lhe é devido", disse o comitê.

As autoridades do Catar também investigam a morte de um filipino em um acidente de trabalho no campo-base da Arábia Saudita no início do torneio.

Desde que foi escolhido para sediar a Copa do Mundo, em dezembro de 2010, o pequeno emirado do Golfo recebeu críticas pelas condições de trabalho e de vida de centenas de milhares de trabalhadores migrantes procedentes da Ásia e da África.

Doha afirma que fez reformas inéditas no Código Trabalhista, aplaudidas pelas organizações sindicais, que, no entanto, pedem uma aplicação mais rigorosa do mesmo.

O total de mortes em acidentes de trabalho durante os preparativos para o Mundial varia de acordo com as fontes.

O Catar diz que 414 pessoas morreram entre 2014 e 2020. Já as ONGs relatam vários milhares de mortos desde 2010.

O comitê identificou 3 mortes relacionadas ao trabalho e 37 mortes não relacionadas ao trabalho.

Posts Relacionados

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Corte de Apelações rejeitou pedido de advogados do ex-presidente de que ele gozava de proteção legal porque era presidente à época

El Salvador se consolida como regime de partido único

El Salvador se consolida como regime de partido único

Apesar da alta popularidade, presidente concentra poderes e anuncia a pulverização da oposição, com controle de 58 das 60 cadeiras

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

Mark Zuckerberg pediu desculpas a familiares de crianças e adolescentes afetadas por conteúdos de exploração sexual infantil

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores pressionam governo para recuperar danos causados pela inflação e a guerra, além de políticas prejudiciais ao setor

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Ato foi convocado pela maior central sindical do país e tem adesão de funcionários de bancos, comércio, setor bancário e caminhoneiros

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Única desafiante ao ex-presidente na disputa republicana, ex-embaixadora da ONU passa a criticá-lo, para tentar reduzir a vantagem dele

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Nesta semana, Paquistão disse que bombardeou base de grupo separatista em território iraniano, um dia após dizer ter sido atacado Irã

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Aliança militar do Ocidente convoca 90 mil soldados de países membros e da Suécia para primeiro exercício militar de 2024

en_USEnglish