Voltar ao Início

Você está em:

Sisu terá só uma edição por ano a partir de 2024; antes era por semestre

Até 2023, havia um processo seletivo por semestre para usar as notas do Enem e ingressar em universidades públicas
Amanda Omura

Amanda Omura

A partir de 2024, haverá apenas uma edição por ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), sempre em janeiro/fevereiro. O programa utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar quem serão os novos alunos das universidades públicas participantes.

A decisão do Ministério da Educação (MEC) deve ser publicada ainda nesta semana, no Diário Oficial da União (DOU), com todos os detalhes e cronogramas.

Tradicionalmente, há uma "rodada" do Sisu a cada semestre. O problema, segundo o diagnóstico da pasta, é que as edições do meio do ano costumam ter altos índices de desistência e de vagas remanescentes.

Para solucionar a questão, de acordo com fontes ligadas ao MEC, a ideia será organizar um processo mais simples no meio do ano, apenas para quem quiser mudar de curso, por exemplo -- mas nada relacionado a novas vagas, como acontece atualmente.

Como funciona a inscrição no Sisu
Os candidatos do Sisu 2024 poderão usar as notas do Enem 2023 para pleitear uma vaga em universidades públicas. O processo seletivo costuma ficar aberto por uma semana.

O aluno deve selecionar duas opções de curso.
A recomendação é consultar quantas vagas estão disponíveis por curso e por modalidade e quais as regras do processo seletivo de cada universidade (como notas mínimas exigidas ou regulamento para cotas sociais).
É possível pesquisar as vagas pelo nome do município, nome da instituição ou nome do curso.
Ao clicar no curso, aparecem mais detalhes e as modalidades disponíveis.
Em um primeiro momento, não há notas de corte, que só são disponibilizadas no segundo dia.
A nota de corte leva em consideração o número de interessados, as notas desses candidatos e a quantidade de vagas. Como os estudantes podem mudar as opções até o último dia do prazo, as notas de corte parciais oscilam.
Por isso, é preciso ficar atento sempre às notas parciais divulgadas diariamente ao longo do período de inscrição.
A orientação é acompanhar as notas de corte dos cursos e a sua classificação parcial durante o período de inscrição. Se você perceber que tem pouca chance de conseguir a vaga, pode alterar a escolha do curso.
Quando o prazo de inscrição se encerra, ficam valendo as duas últimas opções salvas.

Posts Relacionados

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Desmatamento tem queda de 40% na Amazônia, mas está em alta no Cerrado

Redução do desmatamento na Amazônia no primeiro trimestre é de 40% neste ano em comparação com o ano passado

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Poder Público deve indenizar famílias de vítimas de tiroteios em operações policiais

Indenização não será devida se governos conseguirem provar que não houve participação de agentes de segurança em mortes

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Brasil chega a 575 mil médicos ativos, vê número de mulheres aumentar e desigualdade persistir

Dados mostram desigualdade na distribuição e fixação de profissionais, com menos médicos no interior e em cidades pequenas

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

en_USEnglish