Voltar ao Início

Você está em:

Toffoli diz que autorregulação das redes sociais é ‘bem-vinda’

STF e Congresso discutem regulação das plataformas em meio à disseminação de notícias falsas e discursos de ódio
Amanda Omura

Amanda Omura

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli e Luiz Fux defenderam nesta quarta-feira (29) melhorias na autorregulação das redes sociais, como forma de combater a disseminação de discursos de ódio, ataques contra a honra e de notícias falsas.

A autorregulação das plataformas foi um dos assuntos abordados durante audiência pública sobre o Marco Civil da internet promovida pelo STF. Fux e Toffoli são relatores de ações que discutem a regulamentação da internet.

"A autorregulação é sempre bem-vinda, porque vejam, por exemplo, na área da publicidade. Eu sempre digo que o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) funciona muito bem, evita-se várias discussões de se chegar até o Poder Judiciário, porque as instituições da área de publicidade tem um tribunal privado que regula as publicidades que são ou não degenerativas da concorrência", afirmou Toffoli.

Para Fux, a medida seria um "bom filtro" contra a judicialização predatória – apresentação em massa de ações contra um grupo ou pessoa, com objetivo de limitar a liberdade de expressão – que abarrota os tribunais.

"Então, a autorregulação é um bom filtro nesse particular. Mas na decisão da causa, vamos ter de escolher um modelo, e isso, como está sub judice, não se pode adiantar o feeling do colegiado sobre essa questão", disse o ministro.

Nesta terça-feira (28), durante o primeiro dia de debates, o ministro Alexandre de Moraes também havia defendido melhorias na autorregulação das plataformas, como já ocorre para conteúdos de pedofilia e pornografia.

Marco Civil
As audiências públicas centraram as discussões no artigo 19 do Marco Civil da Internet e uma suposta inércia das plataformas frente a conteúdos que atentem contra a democracia.

O dispositivo diz que:
"o provedor de aplicações de internet somente poderá ser responsabilizado civilmente por danos decorrentes de conteúdo gerado por terceiros se, após ordem judicial específica, não tomar as providências para, no âmbito e nos limites técnicos do seu serviço e dentro do prazo assinalado, tornar indisponível o conteúdo apontado como infringente, ressalvadas as disposições legais em contrário".

Posts Relacionados

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

Lula quer lançar crédito para permitir que inscritos no CadÚnico possam empreender

A expectativa é que nessa linha de crédito as taxas de juros sejam a metade do que o Pronampe cobra

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

PL das redes sociais pode entrar na pauta do Colégio de Líderes esta semana

Orlando Silva tenta colocar projeto na pauta da Câmara, mas diz que tema polêmico e lobby das "big techs" atrapalham

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

O que é o Sistema Nacional de Cultura, sancionado por Lula nesta semana

Mecanismo tem sido chamado de 'SUS da Cultura' e promete facilitar o acesso aos financiamentos no segmento

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Em meio a crise na Petrobras, governo resolve pagar metade dos dividendos

Com pagamento de aproximadamente R$ 20 bilhões, União terá direito a R$ 6 bilhões, valor que ajudará na meta fiscal

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Haddad repete apelo por ‘pacto’ entre Poderes para cumprimento de metas

Pacheco, presidente do Senado, declarou a perda de validade de trechos da MP editada pelo governo para elevar receitas

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Câmara aprova retrocessos na pauta ambiental e pode fragilizar prevenção

Textos liberam garimpo em reservas, flexibilizam medidas contra incêndios e extinguem taxas que custeiam Ibama

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

No Brasil, Macron pretende negociar investimentos bilaterais

Presidente francês passará por 4 cidades em 3 dias a partir da semana que vem; comitiva terá cerca de 140 empresários

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Bloqueio no orçamento deve ser de menos de R$ 5 bilhões, diz Haddad a Lula

Valor do bloqueio deve ficar em R$ 3 bilhões. Lula comemorou a notícia com os integrantes da equipe econômica

en_USEnglish