Voltar ao Início

Você está em:

Trem deixa a Coreia do Norte rumo à Rússia

Governos nacionais confirmaram o encontro entre os dois líderes. Expectativa é que líder russo tente conseguir armamentos
Amanda Omura

Amanda Omura

Um trem supostamente levando o ditador Kim Jong Un deixou a Coreia do Norte em direção à Rússia segunda (11), no horário local, para um encontro com o líder russo Vladimir Putin na terça-feira (12), informou a mídia sul-coreana.

O encontro, antecipado pelo jornal norte-americano "The New York Times", foi confirmado pelo governo russo que afirmou que ambos se encontrarão "nos próximos dias". A agência de notícias estatal norte-coreana também confirmou a visita sem especificar quando e onde.

Um trem de cor verde escura com linhas amarelas foi visto em um trilho da província de Jilin, na China, próximo à fronteira com a Coreia do Norte e a Rússia. Ele é semelhante ao utilizado anteriormente por Kim Jong Un em eventos internacionais.

Putin está em Vladivostok, onde ocorreu o último encontro com Kim, em, 2019, logo após o colapso nas negociações de desarmamento nuclear da Coreia do Norte com o então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que chegou a se reunir com Kim.

Por que os dois vão se encontrar
A expectativa é que Putin use a reunião para tentar obter armamentos para usar na guerra na Ucrânia, segundo fontes do governo norte-americano ouvidas pela agência de notícias Associated Press.

A Coreia do Norte detém um arsenal de armas desenvolvido de acordo com os padrões soviéticos que poderiam ser utilizados no conflito.

Em troca, Kim poderia obter auxílios para seus setores de energia e alimentação, além de tecnologia para desenvolvimento de armamentos mais avançados, como mísseis balísticos intercontinentais.

Jon Finer, o vice-conselheiro-chefe de segurança nacional do presidente dos EUA disse a repórteres que essa "pode ser a melhor e a única opção" para Moscou manter o esforço na guerra.

“Temos sérias preocupações sobre a possibilidade de a Coreia do Norte vender armas aos militares russos", disse ele.

Posts Relacionados

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Presidente da Argentina, Milei ofereceu apoio a Musk nos processos da Justiça brasileira em que o bilionário está sendo investigado

México pede suspensão do Equador na ONU

México pede suspensão do Equador na ONU

O objetivo da denúncia mexicana é "garantir a reparação do dano moral infligido ao Estado mexicano e a seus cidadãos", disse a ministra

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Ele não deu mais detalhes. Pouco depois, o Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que não foi informado sobre os planos

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

en_USEnglish