Voltar ao Início

Você está em:

Trump entra com ação para concorrer a presidente

A Justiça do Colorado havia proibido Donald Trump de concorrer a presidente no estado. O ex-presidente vai tentar reverter a decisão
Amanda Omura

Amanda Omura

Donald Trump protocolou um pedido na Suprema Corte dos Estados Unidos para poder concorrer nas eleições primárias para a nomeação do Partido Republicano no estado do Colarado.

No dia 19 de dezembro, a Suprema Corte do Colorado decidiu que Donald Trump não poderia se candidatar novamente à presidência –ou seja, que os eleitores do estado não teriam a opção de votar em Trump.

Os juízes do Colorado afirmam que o ex-presidente participou de uma insurreição ao incentivar que seus seguidores invadissem o prédio do Congresso dos EUA, em 6 de janeiro de 2021, e que por isso ele não poderia ser nomeado para outro cargo público.

A decisão foi baseada em uma interpretação de um artigo da Constituição dos EUA.

Já se esperava que o caso fosse chegar na Suprema Corte, porque em diversos estados dos EUA correm ações semelhantes.
Na Suprema Corte há uma maioria de juízes conservadores –três deles nomeados pelo próprio Trump. A decisão que a maioria dos juízes da Suprema Corte tomar vai ser o parâmetro para como os estados vão lidar com a questão.
O ataque de 6 de janeiro de 2021 foi uma tentativa de reverter os resultados das eleições presidenciais de 2020, que Trump perdeu para Joe Biden. O derrotado e seus aliados começaram a mentir dizendo que a vitória de Biden foi resultado de uma fraude.

A decisão do Colorado não foi a única que impede Trump de concorrer ao cargo de presidente em um estado. No Maine, a secretária de Estado barrou Trump das primárias do Partido Republicano pelo mesmo motivo. Nesse caso, no entanto, a Justiça ainda não avaliou o caso. O ex-presidente entrou com um processo para tentar reverter a decisão no Maine.

A questão legal
Entre 1861 e 1865 os EUA viveram uma guerra civil muito violenta. Uma parte dos estados queriam se separar (por isso a guerra também é conhecida como Guerra de Secessão).

Depois desse confronto, foi aprovado um artigo na Constituição que tem uma cláusula que tinha como propósito impedir que os ex-dirigentes que tinham se envolvido na tentativa de separação de retornar a ocupar cargos públicos.

Posts Relacionados

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Milei se encontra com Elon Musk e oferece apoio

Presidente da Argentina, Milei ofereceu apoio a Musk nos processos da Justiça brasileira em que o bilionário está sendo investigado

México pede suspensão do Equador na ONU

México pede suspensão do Equador na ONU

O objetivo da denúncia mexicana é "garantir a reparação do dano moral infligido ao Estado mexicano e a seus cidadãos", disse a ministra

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Netanyahu diz que já tem data para atacar Rafah

Ele não deu mais detalhes. Pouco depois, o Departamento de Estado dos Estados Unidos disse que não foi informado sobre os planos

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

Terremoto de 4,8 de magnitude atinge Nova York

A profundidade do terremoto, de acordo com a USGS, foi de 5 quilômetros abaixo da superfície -- uma profundidade considerada baixa

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Blinken diz que Ucrânia vai ser membro da Otan

Ele também afirmou que apoiar a Ucrânia é importante porque os russos estão recebendo ajuda para aumentar sua indústria de defesa

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

Pressionado, Netanyahu endurece o discurso

O primeiro-ministro de Israel é pressionado pela antecipação de eleições gerais e pela crise deflagrada em sua coligação extremista

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

Ataque destrói consulado iraniano na Síria

A Guarda Revolucionária do Irã anunciou que sete de seus membros, entre eles três comandantes, morreram no bombardeio

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Na Faixa de Gaza, 12 pessoas morrem afogadas

Os Estados Unidos optaram por jogar caixas de aviões porque há dificuldades para entrar com caminhões na Faixa de Gaza

en_USEnglish