Voltar ao Início

Você está em:

Ucrânia e Rússia se acusam sobre ataque

Zelensky afirmou que seu serviço de inteligência identificou explosivos instalados no teto da central de Zaporizhzia por tropas russas
Amanda Omura

Amanda Omura

A Ucrânia e a Rússia se acusaram nesta quarta-feira (5) de planejar um ataque a uma das maiores usinas nucleares do mundo, localizada no sudeste da Ucrânia e ocupada por tropas russas, mas nenhum dos lados forneceu evidências para apoiar suas alegações de uma ameaça iminente.

A usina nuclear de Zaporizhzhia tem sido foco de preocupação desde que as forças de Moscou assumiram o controle do local, em março do ano passado, no início da guerra.

Citando os últimos relatórios de inteligência de seu governo, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, alegou que as tropas russas colocaram "objetos semelhantes a explosivos" no topo de várias unidades de energia para "simular" um ataque como parte de uma operação de bandeira falsa.

Zelensky acusou ainda Moscou de tentar causar um vazamento deliberado em uma tentativa de inviabilizar a contra-ofensiva da Ucrânia que está em andamento na região.

Os “objetos estranhos” foram colocados no telhado da terceira e quarta unidades de energia da usina, de acordo com um comunicado do Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia. “Sua detonação não deve danificar as unidades de energia, mas pode criar uma imagem de bombardeio da Ucrânia”, disse o comunicado.

Vigilantes da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), que vistoriam constantemente o local, afirmaram nesta quarta-feira não terem visto sinais dos explosivos, mas disseram que ainda precisam de uma análise mais profunda em todas as unidades da central.

No ano passado, o órgão de vigilância atômica da Organização das Nações Unidas (ONU) já expressou preocupação sobre a possibilidade de uma catástrofe de radiação como a de Chernobyl.

O diretor-geral da AIEA, Rafael Mariano Grossi, disse que a inspeção mais recente de sua agência na usina não encontrou atividades de mineração, “mas continuamos extremamente alertas”.

"Como vocês sabem, há muito combate, estive lá há algumas semanas e há conflitos muito próximos à fábrica, então não podemos relaxar”, disse Grossi.

Posts Relacionados

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Corte de Apelações rejeitou pedido de advogados do ex-presidente de que ele gozava de proteção legal porque era presidente à época

El Salvador se consolida como regime de partido único

El Salvador se consolida como regime de partido único

Apesar da alta popularidade, presidente concentra poderes e anuncia a pulverização da oposição, com controle de 58 das 60 cadeiras

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

Mark Zuckerberg pediu desculpas a familiares de crianças e adolescentes afetadas por conteúdos de exploração sexual infantil

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores pressionam governo para recuperar danos causados pela inflação e a guerra, além de políticas prejudiciais ao setor

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Ato foi convocado pela maior central sindical do país e tem adesão de funcionários de bancos, comércio, setor bancário e caminhoneiros

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Única desafiante ao ex-presidente na disputa republicana, ex-embaixadora da ONU passa a criticá-lo, para tentar reduzir a vantagem dele

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Nesta semana, Paquistão disse que bombardeou base de grupo separatista em território iraniano, um dia após dizer ter sido atacado Irã

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Aliança militar do Ocidente convoca 90 mil soldados de países membros e da Suécia para primeiro exercício militar de 2024

en_USEnglish