Voltar ao Início

Você está em:

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

É esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma 'perspectiva grande de piorar o quadro'
Amanda Omura

Amanda Omura

A chegada do verão e a maior incidência de chuvas no período traz sempre, no Brasil, a preocupação com a dengue, já que o mosquito que transmite a doença se prolifera em águas paradas. Mas o período, agora, é ainda mais desafiador por causa do El Niño.

Como explica o médico infectologista Stefan Cunha Ujvari, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, a dengue é uma doença que convive com a gente. "O mosquito convive com o homem, ele evoluiu para conviver com o homem", explicou.

"A epidemia depende de vários fatores, mas um dos principais é se você tem um aumento de temperatura que favorece a proliferação do mosquito, se você tem um período de chuvas intensas. E isso aparece, principalmente, nesse período de El Niño."
Caracterizado pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico, o El Niño acontece com frequência a cada dois a sete anos. Sua duração média é de doze meses, gerando um impacto direto no aumento da temperatura global.

"A gente está vivendo um verão com uma onda de calor muito grande. E quanto maior a temperatura, o mosquito busca mais sangue dos humanos", complementou o especialista, que também é autor do livro "A história das epidemias".

Stefan também explica que é esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma "perspectiva grande de piorar o quadro".

Tipo três
Transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti, a doença da dengue possui quatro sorotipos diferentes.

Nesta temporada, em especial, especialistas e profissionais da saúde têm observado uma maior predominância do tipo três, diferente de outras épocas, quando era mais comum as pessoas se contaminarem pelos tipos um e dois.

"Se a gente imaginar que a gente sempre conviveu muito mais frequentemente com a dengue tipo um e o tipo dois, então a gente tem uma proporção de pessoas que já foram infectadas por esses dois tipos de vírus. Então, se a dengue três começa a circular mais, por isso que a gente supõe que ele esteja se tornando um pouco mais grave. Mas não é que ele [tipo três], por si, seja mais grave. É que ele está agora começando a predominar e está acometendo pessoas que já tiveram dengue no passado pelos [tipos] um ou dois."

Posts Relacionados

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

SP tem alta de 32% em casos de gastroenterite em 2023; como prevenir

Transmitida pelo contato com bactérias ou vírus presentes em água e alimentos contaminados, virose é comum no período de verão

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

Rio proíbe uso de celulares nas escolas até no recreio; veja exceções

A medida veio depois de uma consulta pública, aberta em dezembro, em que 83% concordaram com a restrição

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio

TRE-RJ quer cadastrar cerca de 4,4 milhões de eleitores até eleições municipais. Total representa 34,15% do eleitorado do estado

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

Entenda por que tem mais dengue com o El Niño e por que a situação pode piorar

É esperado um pico da epidemia para o final de março e começo de abril, o que gera uma 'perspectiva grande de piorar o quadro'

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Ambev começa credenciamento de ambulantes para trabalhar no carnaval

Segundo a empresas, podem se inscrever somente pessoas maiores de 18 e que possuam residência no município de São Paulo

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

Celular Seguro ultrapassa 12 mil alertas de roubo ou perda um mês após lançamento

O principal motivo de bloqueio foi roubo (5.496 ocorrências), seguido de furto (3.965), perda (2.549) e outros (601)

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Mais de um terço dos municípios têm moradores em áreas de risco de desastres

Documento de ministérios do governo federal identificou 1.942 cidades com regiões suscetíveis a deslizamentos, enxurradas e inundações

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

Leilão da Receita tem carro por R$ 15 mil e celulares por R$ 500; veja como participar

As propostas de valor para o leilão podem ser feitas até as 21h do dia 29 de janeiro, e a sessão pública para lances ocorre

pt_BRPortuguese