Voltar ao Início

Você está em:

Bandeiras arco-íris podem ser confiscadas dos torcedores durante a Copa como “proteção”

Segundo major-general do Catar, ideia é evitar que simpatizantes do movimento LGBTQIA+ sejam atacados
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

As bandeiras nas cores do arco-íris que representam o movimento LGBTQIA+ podem ser confiscadas dos torcedores durante a Copa do Mundo no Catar. Mas não como forma de censura, mas, sim, para protegê-los de serem atacados por promover os direitos LGBTQIA+, disse um líder sênior que supervisiona a segurança do torneio à agência de notícias Associated Press (AP).

O major-general Abdulaziz Abdullah Al Ansari insistiu que os casais LGBTQIA+ serão bem-vindos e aceitos no país, apesar das relações entre pessoas do mesmo sexo continuarem sendo criminalizadas na conservadora nação árabe.

  • Se ele (um torcedor) levantou a bandeira do arco-íris e eu a peguei dele, não é porque eu realmente quero insultá-lo, mas para protegê-lo. Porque se não for eu, alguém ao redor dele pode atacá-lo… Não posso garantir o comportamento de todo o povo. E eu direi a ele: 'Por favor, não há necessidade de levantar essa bandeira neste momento.' - disse Al Ansari à AP.

Al Ansari é diretor do Departamento de Cooperação Internacional e presidente do Comitê Nacional de Contraterrorismo do Ministério do Interior, onde discutiu o planejamento da Copa do Mundo com a agência de notícias AP.

  • Você quer demonstrar sua visão sobre o movimento (LGBTQIA+), demonstre-a em uma sociedade onde ela será aceita. Assista ao jogo. Isso é bom. Mas não venha e insulte toda a sociedade por causa disso.

Al Ansari disse que não está dizendo para comunidade LGBTQIA+ para ficar longe do Catar ou a ameaçando.

  • Reservem o quarto juntos, durmam juntos… Isso é algo que não é da nossa conta. Estamos aqui para administrar o torneio. Não vamos além das coisas pessoais individuais que podem estar acontecendo entre essas pessoas… esse é realmente o conceito. Aqui não podemos mudar as leis. Você não pode mudar a religião por 28 dias de Copa do Mundo.

Quando foi questionado que torcedores LGBTQIA+ poderiam se ofender com seus comentários, Al Ansari disse que não se considerava discriminatório.

A diretora de responsabilidade social e educação da Fifa, Joyce Cook, disse à AP em 2020 que “bandeiras arco-íris, camisetas serão bem-vindas no estádio – isso é um fato. Eles entendem muito bem que essa é a nossa postura.” O presidente-executivo da Copa do Mundo, Nasser Al-Khater, também disse que “respeitaremos” as diretrizes da Fifa sobre permitir bandeiras do arco-íris.

Posts Relacionados

Crise no Corinthians: diretores financeiro e de futebol entregam os cargos

Crise no Corinthians: diretores financeiro e de futebol entregam os cargos

Horas após a patrocinadora VaideBet comunicar a rescisão contratual, diretores de cargos importantes deixaram a cúpula do clube

Premiação da Bola de Ouro 2024 já tem data definida

Premiação da Bola de Ouro 2024 já tem data definida

Cerimônia será realizada no dia 28 de outubro, em Paris, e finalistas serão divulgados em setembro. Vini Jr é um dos favoritos

COB pede vaga olímpica para remadores que ajudaram na tragédia do Rio Grande do Sul

COB pede vaga olímpica para remadores que ajudaram na tragédia do Rio Grande do Sul

Evaldo Becker e Piedro Tuchtenhagen deixaram de disputar o Pré-Olímpico na Suíça para resgatar vítimas das enchentes

Vitórias de Alison, Ítalo e da seleção feminina de vôlei marcam semana do Brasil

Vitórias de Alison, Ítalo e da seleção feminina de vôlei marcam semana do Brasil

Ítalo Ferreira é campeão da etapa do Taiti do Circuito Mundial, Alison dos Santos nos 400m com barreiras, vôlei feminino segue invicta

Brasileirão recomeça neste fim de semana com retorno dos times gaúchos

Brasileirão recomeça neste fim de semana com retorno dos times gaúchos

Grêmio, Inter e Juventude entram em campo neste sábado; Tricolor será mandante e jogará no Couto Pereira, em Curitiba

CBF vai usar data Fifa e inversão de mandos para recuperar jogos atrasados

CBF vai usar data Fifa e inversão de mandos para recuperar jogos atrasados

A entidade – em conjunto com os clubes – também decidiu que o Campeonato Brasileiro vai terminar no dia 8 de dezembro, sem adiamentos

Insatisfeita, VaideBet pede esclarecimentos ao Corinthians e pode rescindir contrato

Insatisfeita, VaideBet pede esclarecimentos ao Corinthians e pode rescindir contrato

A casa de apostas VaideBet, patrocinadora máster do Corinthians, notificou o clube de que está insatisfeita com as recentes notícias relacionadas à parceria e avisou

Corinthians vê Cássio irredutível sobre saída e negocia condições para rescisão

Corinthians vê Cássio irredutível sobre saída e negocia condições para rescisão

A era Cássio está mesmo chegando ao fim no Corinthians. Nesta quarta-feira, o goleiro teve uma conversa com o presidente do clube, Augusto Melo, e

pt_BRPortuguese