Voltar ao Início

Você está em:

Formiga: o discreto fenômeno de peso imensurável que fez história no futebol

Miraildes nasceu em Salvador, enfrentou proibições dentro de casa e virou símbolo de representatividade para as mulheres
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Miraildes Maciel Mota cresceu correndo descalça pelos campos de barro do Subúrbio Ferroviário de Salvador, nos anos 80. Era a única menina entre os cinco filhos de Dona Celeste e carregava nos pés o inesperado sonho de fazer história no futebol. Parecia impossível. Mas ela conseguiu. A caminhada terminou se entrelaçando com a história do esporte. E a capacidade de se multiplicar dentro de campo - observada pela torcida - rendeu o apelido que virou nome: Formiga.

Formiga odiava ser chamada assim, mas se acostumou com o passar do tempo. Terminou gostando. Era a síntese do estilo discreto e eficiente, em um trabalho incessante - que também se refletia na própria personalidade da jogadora.

A postura introspectiva e a função dentro de campo podem ter influenciado para a falta de premiações individuais na carreira de Miraildes. Mas nada se tornou maior que a representatividade da eterna camisa 8.
Uma mulher negra, nordestina e lésbica, que virou símbolo da história.

Ninguém no mundo jogou mais Copas que ela, ninguém esteve em mais Olimpíadas, e não houve geração do futebol feminino brasileiro sem a presença dela. Foram 26 anos de estrada com a seleção - antes da aposentadoria pela equipe, em 2021. Construiu uma vida dedicada às mulheres, e como voz ativa na busca por reconhecimento no esporte.

Em 2016 - após uma década de luta -, Formiga cansou. Despediu-se da seleção em Manaus, aos 38 anos, porque não conseguia mais cobrar avanços sem enxergar a evolução que esperava.
"Não dê a esperança e depois tire. Tem que continuar. Só assim a gente vai conseguir o que estão cobrando do futebol feminino."
— disse em 2017, após a demissão da técnica Emily Lima.

Só aceitou voltar - para a Copa América de 2018 - porque sentiu que a missão não estava completa. É uma mulher que cansava, mas nunca para de correr. E mesmo naquela época, era um ponto de equilíbrio de um conjunto desequilibrado.
Conquistou o título, quebrou recordes de participações e despediu-se de vez da seleção na Copa de 2019, na França. Foram sete Copas do Mundo (de 1995 a 2019), seis Olimpíadas (de 1996 a 2016), três ouros em Pan-Americanos, um vice-campeonato mundial e duas pratas em Jogos Olímpicos.

Nunca quis se provar melhor do que ninguém. E talvez assim tenha se feito histórica.

Posts Relacionados

Premiação da Bola de Ouro 2024 já tem data definida

Premiação da Bola de Ouro 2024 já tem data definida

Cerimônia será realizada no dia 28 de outubro, em Paris, e finalistas serão divulgados em setembro. Vini Jr é um dos favoritos

COB pede vaga olímpica para remadores que ajudaram na tragédia do Rio Grande do Sul

COB pede vaga olímpica para remadores que ajudaram na tragédia do Rio Grande do Sul

Evaldo Becker e Piedro Tuchtenhagen deixaram de disputar o Pré-Olímpico na Suíça para resgatar vítimas das enchentes

Vitórias de Alison, Ítalo e da seleção feminina de vôlei marcam semana do Brasil

Vitórias de Alison, Ítalo e da seleção feminina de vôlei marcam semana do Brasil

Ítalo Ferreira é campeão da etapa do Taiti do Circuito Mundial, Alison dos Santos nos 400m com barreiras, vôlei feminino segue invicta

Brasileirão recomeça neste fim de semana com retorno dos times gaúchos

Brasileirão recomeça neste fim de semana com retorno dos times gaúchos

Grêmio, Inter e Juventude entram em campo neste sábado; Tricolor será mandante e jogará no Couto Pereira, em Curitiba

CBF vai usar data Fifa e inversão de mandos para recuperar jogos atrasados

CBF vai usar data Fifa e inversão de mandos para recuperar jogos atrasados

A entidade – em conjunto com os clubes – também decidiu que o Campeonato Brasileiro vai terminar no dia 8 de dezembro, sem adiamentos

Insatisfeita, VaideBet pede esclarecimentos ao Corinthians e pode rescindir contrato

Insatisfeita, VaideBet pede esclarecimentos ao Corinthians e pode rescindir contrato

A casa de apostas VaideBet, patrocinadora máster do Corinthians, notificou o clube de que está insatisfeita com as recentes notícias relacionadas à parceria e avisou

Corinthians vê Cássio irredutível sobre saída e negocia condições para rescisão

Corinthians vê Cássio irredutível sobre saída e negocia condições para rescisão

A era Cássio está mesmo chegando ao fim no Corinthians. Nesta quarta-feira, o goleiro teve uma conversa com o presidente do clube, Augusto Melo, e

Após 12 dias, Inter volta aos treinos em complexo de universidade

Após 12 dias, Inter volta aos treinos em complexo de universidade

Na fria tarde desta terça-feira, o grupo de Eduardo Coudet se reuniu para o treinamento no complexo esportivo da PUCRS

pt_BRPortuguese