Voltar ao Início

Você está em:

Estudo diz não haver evidências de que policiais previna ataques em escolas

Depois de um ataque em São Paulo, o governador afirmou que estuda contratar policiais para atuar permanentemente no ambiente
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Depois de um estudante de 13 anos atacar cinco pessoas com uma faca numa escola pública estadual na capital paulista nesta segunda-feira (27), o governador de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) afirmou que estuda colocar policiais nas escolas de forma permanente.
"Já estamos estudando formas de viabilizar a contratação de policiais da reserva para que eles fiquem de forma permanente nas escolas e ajudem a tornar o ambiente mais seguro", publicou Freitas em uma rede social nesta segunda-feira (27).

Nos Estados Unidos, uma agência de pesquisa governamental analisou dezenas de revisões de pesquisas publicadas entre 2000 e 2020 sobre o policiamento escolar e concluiu que a presença de policiais não aumentou a segurança nas escolas e não preveniu ataques violentos.
Tiroteios
O relatório do Instituto Nacional de Justiça, a agência de pesquisa do Departamento de Justiça americano, publicado em fevereiro do ano passado, aponta que policiais baseados em escolas estavam presentes em alguns dos tiroteios com o maior número de vítimas, como os casos de Parkland e Santa Fe, ambos em 2018, com 17 e 10 mortos, respectivamente.

Também nesta segunda-feira (27), a mais de 7.800 km de São Paulo, uma mulher matou três crianças e três adultos em um ataque a tiros em uma escola privada de Nashville, no Tennessee. Já são 89 tiroteios neste ano no país, conforme o K-12 School Shooting Database, um projeto independente online.

O documento do Instituto Nacional de Justiça destaca que há apenas “relatos anedóticos” de policiais que impediram ataques planejados, coletados pela Fundação Nacional de Polícia.

“O desafio de usar histórias ou anedotas é que geralmente há um exemplo de cada categoria que qualquer lado em um debate pode usar para defender seu caso”, afirma o relatório.
Outra pesquisa, da Universidade de Albany, analisou escolas entre 2014 e 2018 e concluiu que policiais em escolas não previnem tiroteios em massa e outras ocorrências mais graves com o uso de arma de fogo.

Segurança
Por outro lado, o estudo da Universidade de Albany aponta que os policiais "protegem estudantes de um número importante de ataques físicos e brigas dentro das escolas -- um efeito que pode gerar uma variada gama de benefícios de longo prazo tanto acadêmicos quanto psicológicos".

Posts Relacionados

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Das 8.836 denúncias de abuso sexual registradas no Rio de Janeiro em 2023, 3.540 eram de crianças que tinham até 13 anos

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

De acordo com os moradores, pelo menos 15 bairros ainda estão sendo afetados devido às últimas chuvas em Barreirrinhas

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

É o menor patamar que o lago atinge desde a tarde de sábado (4). Cota de inundação é de 3 metros

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

364 municípios foram atingidos pelo desastre climático que causa chuvas intensas e alagamentos no estado

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Local está fechado desde a última sexta-feira (3) devido ao aumento das águas do Guaíba

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Meteorologistas explicam que catástrofe é resultado da atuação de pelo menos três fenômenos na região, agravados pelo clima

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Para coibir fraudes, os 2 milhões de inscritos não poderão levar para casa o caderno de provas e terão digitais coletadas

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Especialistas explicam que a instituição precisa investigar as denúncias e tomar as medidas cabíveis

pt_BRPortuguese