Voltar ao Início

Você está em:

Finlândia é o país mais feliz do mundo; Brasil fica em 49º

Ranking, elaborado pela ONU, mede felicidade baseado em fatores como PIB, bem-estar econômico e índices sociais
Amanda Omura

Amanda Omura

A Finlândia foi eleita nesta segunda-feira (20) como o país mais feliz do mundo pelo sexto ano consecutivo, de acordo com um ranking da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Brasil ficou em 49º, de uma lista de 137 posições - em 2022, o país havia ocupado o 38º posto. Desde 2016, quando ocupava o 16º lugar, o Brasil vem perdendo posições no ranking.

O relatório deste ano da ONU com o ranking também destacou o "aumento da fraternidade na Ucrânia".

Veja abaixo alguns destaques do ranking e quem ficou no topo e no final da lista:
1º - Finlândia
2º - Dinamarca
3º - Islândia
4º - Israel
5º - Holanda
15º - Estados Unidos
49ª - Brasil
52º - Argentina
56º - Portugal
64º - China
133º - República Democrática do Congo
134º - Zimbábue
135º - Serra Leoa
136º - Líbano
137º - Afeganistão

O Relatório Mundial da Felicidade, publicado pela primeira vez em 2012, considera as avaliações das próprias pessoas sobre sua situação, bem-estar econômico e indicadores sociais.

Os países do norte da Europa completaram o pódio dos mais felizes do mundo, com a Dinamarca em segundo e Islândia em terceiro. Já a Ucrânia subiu de posição, de 98 ao 92º lugar, em relação à lista anterior, que foi divulgada antes do início da ofensiva russa.
"O bem-estar na Ucrânia caiu menos do que em 2014, quando a Rússia anexou a Crimeia, e isso se deve em parte ao aumento extraordinário do sentimento de fraternidade", disse Jan-Emmanuel De Neve, um dos editores do relatório, em comunicado.

Apesar da "magnitude do sofrimento e dos danos na Ucrânia" após a invasão russa em 2022, diz a ONU, existe um "sentimento muito mais forte de que há um propósito comum, existe bondade e confiança na liderança ucraniana", em comparação ao ano de 2014, acrescentou.

Posts Relacionados

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Tribunal dos EUA nega imunidade a Donald Trump

Corte de Apelações rejeitou pedido de advogados do ex-presidente de que ele gozava de proteção legal porque era presidente à época

El Salvador se consolida como regime de partido único

El Salvador se consolida como regime de partido único

Apesar da alta popularidade, presidente concentra poderes e anuncia a pulverização da oposição, com controle de 58 das 60 cadeiras

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

EUA discute sobre a responsabilização das big techs

Mark Zuckerberg pediu desculpas a familiares de crianças e adolescentes afetadas por conteúdos de exploração sexual infantil

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores impõem ‘cerco’ a Paris em protesto

Agricultores pressionam governo para recuperar danos causados pela inflação e a guerra, além de políticas prejudiciais ao setor

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Começa paralisação na Argentina contra Milei

Ato foi convocado pela maior central sindical do país e tem adesão de funcionários de bancos, comércio, setor bancário e caminhoneiros

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Nikki Haley parte para o tudo ou nada contra Trump

Única desafiante ao ex-presidente na disputa republicana, ex-embaixadora da ONU passa a criticá-lo, para tentar reduzir a vantagem dele

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Irã e Paquistão abrem diálogo por crise no Oriente

Nesta semana, Paquistão disse que bombardeou base de grupo separatista em território iraniano, um dia após dizer ter sido atacado Irã

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar

Aliança militar do Ocidente convoca 90 mil soldados de países membros e da Suécia para primeiro exercício militar de 2024

pt_BRPortuguese