Voltar ao Início

Você está em:

Governo avalia criar disque denúncia específico para combater violência nas escolas

Camilo Santana deu informação após reunir grupo interministerial que discute o tema. Segundo ele, proposta deve ser entregue em 90 dias
Amanda Omura

Amanda Omura

O ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou nesta quinta-feira (6) que o governo estuda criar um disque denúncia específico para receber queixas de violência nas escolas. Segundo o ministro, o canal pode funcionar como o Disque 180, serviço de denúncias de agressão a mulheres.

Camilo Santana deu a declaração após participar de uma reunião em Brasília do grupo de ministérios criado pelo governo para discutir o tema.
"Estávamos discutindo a possibilidade de se ter um disque denúncia específico para a questão da violência nas escolas", afirmou o ministro.

"Temos hoje o Disque 100, que é denúncia de violação de direitos humanos, temos o Disque 180, que é violação de direitos das mulheres, então, [a ideia] é criar um canal direto, específico. É importante as pessoas se anteciparem, sentirem episódios suspeitos. […] Então, é um dos pontos que queremos ver a viabilidade, o mais rápido possível, de criar um canal de disque denúncia de violência nas escolas, para termos esse canal mais rápido", completou.

O grupo vai apresentar dentro de 90 dias um relatório para embasar uma política nacional de enfrentamento à violência nas escolas. Outra proposta citada por Camilo Santana é estabelecer um protocolo nas escolas públicas e privadas de reação às ameaças de ataque.

De acordo com os ministros, as seguintes ações estão sendo avaliadas pelo grupo:
fortalecimento do Programa Saúde na Escola;
campanha de comunicação para desestimular atos de violência;
repasse de recursos para que escolas ofereçam treinamentos a diretores e professores para mediar conflitos junto da criação de um protocolo para evitar os casos;
lançar edital para passar recursos estados e municípios para fortalecer rondas escolares;
trabalho de inteligência nas redes sociais pelos centros integrados regionais para apurar grupos que estimulam intolerância;
regulamentação das plataformas digitais no Brasil;
fortalecimento da política psicossocial para viabilizar tratamento de alunos com transtornos mentais;
plano de ensino integral que será apresentado pelo governo.

O governo anunciou nesta quarta (5) repasse emergencial de R$ 150 milhões do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) para reforçar as rondas escolares das polícias estaduais e guardas municipais.

Posts Relacionados

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Programa é voltado para alunos de 14 a 24 anos, regularmente matriculados no ensino médio da rede pública

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Maringá (PR), São José do Rio Preto (SP) e Campinas (SP) são as únicas a ter ao menos 99% da população com acesso à água

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Em todo o estado foram 20.547 registros oficiais da doença em SP no ano passado

pt_BRPortuguese