Voltar ao Início

Você está em:

Governo lança novo passaporte e entrega primeira remessa da nova carteira de identidade

Novo modelo do passaporte terá tecnologia antifraude, diz governo. Nova identidade terá CPF como número único de identificação
Amanda Omura

Amanda Omura

O governo federal lançou nesta segunda-feira (27) um novo modelo de passaporte e entregou a primeira remessa do novo modelo da nova Carteira de Identidade Nacional (CIN).

O presidente Jair Bolsonaro participou do lançamento do novo passaporte no Palácio do Planalto e realizou a entrega das primeiras novas carteiras de identidade.

Novo passaporte
Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, a capa do passaporte tem uma nova estilização da bandeira do Brasil. Nas páginas numeradas do novo passaporte, mostrou o ministro, há um aumento dos números de marcas d’água — de uma para 13 ilustrações diferentes, que representam a flora e a fauna dos principais biomas do país.

"Outra novidade do novo modelo são os fundos invisíveis fluorescentes. Antes, apenas o número da página variava sob exposição UV. A nova versão apresenta sete composições diferentes. A página de identificação também foi atualizada, apresentando uma imagem fantasma da foto do cidadão em preto e branco, além de uma imagem da foto formada por dados biométricos do portador. Essas informações são protegidas por um laminado de segurança", disse Torres.

Segundo o governo, o novo passaporte tem tecnologia antifraude e continuará com validade de dez anos e começará a ser produzido pela Casa da Moeda em setembro, data que marca o bicentenário da Independência do Brasil. O valor cobrado para a confecção do documento continua sendo de R$ 257,25.

Nova identidade
A nova carteira de identidade foi lançada pelo governo em fevereiro e vai substituir as carteiras de Registro Geral (RG). Com o novo documento, o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) vai servir como identificação única dos cidadãos.

A nova carteira identidade começou a valer em 1º de março deste ano, mas os institutos de identificação em todo o país têm prazo de um ano para implementar a mudança.

Um dos objetivos da nova carteira é unificar a identificação dos brasileiros e evitar fraudes. Atualmente, um mesmo cidadão pode ter até 27 números de RG, um em cada estado e no Distrito Federal.

A troca para o novo documento será gradativa, e a emissão continuará gratuita na primeira via. O RG atual continua válido por até dez anos para quem tem até 60 anos. Para quem tem mais de 60, o prazo é indeterminado.

Posts Relacionados

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Febre aftosa: 16 estados do Brasil e o DF não precisam mais vacinar bovinos contra a doença

Ministério da Agricultura reconheceu que unidades federativas estão livres da doença

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Em 9 comunidades Yanomami, 94% dos indígenas têm alto nível de contaminação por mercúrio

Estudo coletou amostras de cabelo de 287 indígenas do subgrupo Ninam, e apontou que todos eles vivem sob exposição

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Comissão de Anistia concede 1ª reparação coletiva, e Brasil pede desculpas a indígenas

Grupo foi perseguido, torturado e expulso de suas terras – crimes reconhecidos pela Comissão Nacional da Verdade

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

Pacientes buscam assistência jurídica para receber tratamento pelo SUS

No Brasil, segundo Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas sofrem com alguma condição rara

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Ministério da Saúde amplia vacinação da dengue para mais 154 cidades

Segundo a pasta, distribuição das doses começa a partir da nota técnica que será publicada nesta quarta (27)

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Pé-de-Meia: alunos do ensino médio já podem consultar se foram contemplados

Programa é voltado para alunos de 14 a 24 anos, regularmente matriculados no ensino médio da rede pública

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Só 3 das 100 cidades mais populosas do país universalizaram saneamento básico

Maringá (PR), São José do Rio Preto (SP) e Campinas (SP) são as únicas a ter ao menos 99% da população com acesso à água

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Casos de tuberculose crescem quase 10% na cidade de SP; alta no estado foi de 7,1%

Em todo o estado foram 20.547 registros oficiais da doença em SP no ano passado

pt_BRPortuguese