Voltar ao Início

Você está em:

Governo seleciona propostas para construir 187,5 mil unidades Minha Casa, Minha Vida

O governo decidiu construir 187,5 mil novas unidades habitacionais para famílias da Faixa 1
Amanda Omura

Amanda Omura

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (22) a primeira seleção de propostas para construção de unidades habitacionais conforme as regras da nova versão do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

O governo decidiu construir 187,5 mil novas unidades habitacionais para famílias da Faixa 1, com renda de até dois salários-mínimos.

A escolha das propostas pelo Ministério das Cidades foi oficializada em uma cerimônia no Palácio do Planalto com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O governo informou que as unidades estarão em mais de 1,2 mil empreendimentos, em 560 municípios.

Serão 184 mil unidades para famílias que estão em cadastros habitacionais. Outras 3 mil unidades ficarão com famílias que perderam único imóvel por emergência ou estado de calamidade pública, ou pela realização de obras públicas federais em cinco estados:
Acre
Amazonas
Pernambuco
Rio Grande do Sul
São Paulo

Bibliotecas e salas de leitura
O governo informou que a seleção levou em conta novos critérios do programa, entre os quais, a proximidade da obra de centros urbanos e melhorias nos imóveis, como presença de varandas e salas para biblioteca.

O Ministério das Cidades e a Academia Brasileira de Letras (ABL) assinaram no evento um protocolo de intenções para abastecer com livros bibliotecas e salas de leituras nos empreendimentos do MCMV.

O protocolo assinado permitirá formar um acervo de livros por meio de doações recebidas pela ABL e de outros parceiros públicos e privados.

A instalação de bibliotecas e salas de leituras nos complexos do MCMV foi defendida desde o início do ano por Lula, que recriou o programa que havia sido substituído na gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Novas Regras
O subsídio - que é a parte do financiamento que o governo paga - pode reduzir ou até zerar o valor da entrada que uma família precisa pagar para participar do programa. A partir desta sexta-feira (7), o Minha Casa, Minha Vida passou a ter um subsídio maior, juros mais baixos e imóveis de até R$ 350 mil.
As regras variam de acordo com a renda das famílias. Para famílias da faixa 1 - de renda mensal de até dois salários mínimos - e faixa 2 - até R$ 4,4 mil -, o subsídio do governo passou de até R$ 47,5 mil até R$ 55 mil. O valor máximo dos imóveis para essas faixas ficará entre R$ 190 mil e R$ 264 mil - a depender da região do país.

A taxa de juros para as faixas 1 e 2 também mudou. Nas regiões Norte e Nordeste, passou de 4,25% para 4% ao ano. E nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, passou de 4,5% ao ano para 4,25%.

Para as famílias da faixa 3, com renda de R$ 4,4 mil a R$ 8 mil, não há subsídio do governo, e o teto dos imóveis passou para R$ 350 mil para todo o Brasil. Para essa faixa, os juros ficam em, no máximo, 8,16% ao ano.

Posts Relacionados

‘Fantasia não é convite’: veja dicas de proteção e ações contra assédio no carnaval do Rio

‘Fantasia não é convite’: veja dicas de proteção e ações contra assédio no carnaval do Rio

'Período de muita alegria, mas não de abuso. Todas as leis continuam valendo', diz a comandante da Ronda Maria da Penha

Gastos de turistas no Brasil em 2023 superam ano de Copa e chegam a US$ 6,9 bilhões

Gastos de turistas no Brasil em 2023 superam ano de Copa e chegam a US$ 6,9 bilhões

Até então, recorde havia sido registrado em 2014, quando turistas gastaram US$ 6,8 bilhões

Governo quer diferenciar empresas que são boas pagadoras e fixar regras

Governo quer diferenciar empresas que são boas pagadoras e fixar regras

Segundo Barreirinhas, a proposta também buscará mapear as companhias com benefícios fiscais

Salário mínimo com valor reajustado passa a ser pago a partir desta semana

Salário mínimo com valor reajustado passa a ser pago a partir desta semana

Valor de R$ 1.412 começou a valer em janeiro de 2024, mas só será pago agora, em fevereiro

Com Minha Casa, Minha Vida, financiamento imobiliário pelo FGTS cresce 59%

Com Minha Casa, Minha Vida, financiamento imobiliário pelo FGTS cresce 59%

O total de crédito imobiliário somou 251 bilhões de reais em 2023, representando um aumento de 4%

Poder de compra do brasileiro foi corroído quase que pela metade em 10 anos

Poder de compra do brasileiro foi corroído quase que pela metade em 10 anos

Salário teria que quase dobrar para conseguir adquirir a mesma quantidade de itens que em 2013

Imposto de Renda: quem ganha dois salários mínimos voltará a pagar; entenda por quê

Imposto de Renda: quem ganha dois salários mínimos voltará a pagar; entenda por quê

Segundo os auditores, a retomada da cobrança é consequência do reajuste do salário mínimo

‘Desenrola’ para pequenas empresas deve ser lançado em março e beneficiar milhões de MEIs

‘Desenrola’ para pequenas empresas deve ser lançado em março e beneficiar milhões de MEIs

Márcio França defendeu criação do programa de renegociação de dívidas para pessoas jurídicas

pt_BRPortuguese