Voltar ao Início

Você está em:

Governo vai notificar nesta quarta plataformas sobre incitação à violência nas escolas

Justiça vai solicitar a derrubada de perfis e hasthags que incitam crimes. Se redes sociais não atenderem, passarão a ser investigadas
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O ministro da Justiça, Flávio Dino, disse nesta terça-feira (11) que notificará nesta quarta (12) empresas responsáveis por redes sociais para que adotem medidas de combate à violência e incitação a crimes no ambiente escolar.

Entre as medidas que deverão ser adotadas estão:
o estabelecimento de canais de atendimento para pedidos e determinações policiais ou judiciais

moderação ativa de conteúdos de apologia à violência ou ameaça contra escolas

"Ou seja, não bastará dizer que está atendendo ou que vai atender decisões das autoridades públicas", afirmou Flávio Dino.

As notificações serão um "alerta" do governo de que postagens e hashtags que viralizam promovendo autores de atentados precisam ser derrubadas. E que as plataformas precisam monitorar o surgimento de novos perfis em substituição aos que forem derrubados.

"A notificação será feita amanhã [quarta], com solicitações e determinações bem claras", disse o ministro da Justiça.

Uma das plataformas mais resistentes à determinação de monitoramento ativo e derrubada de perfis é o Twitter.

A empresa já disse ao ministro Flávio Dino que frear perfis e hashtags vai contra os termos de uso da plataforma e, na avaliação do Twitter, fere a liberdade de expressão.

Nesta segunda-feira, na reunião com as plataformas, Dino afirmou que os termos de uso das redes sociais não estão acima da lei.

Por isso, caso a notificação que será enviada amanhã não seja respeitada, o assunto passará a ser tratado como caso de polícia e de justiça.

“Deixei claro na reunião que, se essa notificação não for atendida, vamos tomar as providências policiais e judiciais contra as plataformas. Obviamente, não desejamos isso", afirmou Dino.

"Reitero que nosso desejo é o de que as empresas de tecnologia nos ajudem. Mas, se não atenderem à notificação, é claro que nos colocam em uma posição em que, além de cuidar dos perpetradores, dos autores, daqueles que estão planejando violência, vamos ter que cuidar deles próprios, o que espero que não seja necessário", completou o ministro da Justiça.

Posts Relacionados

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Em 2023, RJ teve 1 denúncia de estupro de crianças a cada 2 horas e meia

Das 8.836 denúncias de abuso sexual registradas no Rio de Janeiro em 2023, 3.540 eram de crianças que tinham até 13 anos

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

450 famílias foram afetadas pelas chuvas em Barreirinhas, no MA

De acordo com os moradores, pelo menos 15 bairros ainda estão sendo afetados devido às últimas chuvas em Barreirrinhas

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

Nível do Guaíba baixa 20 cm em 24 horas, mas água segue avançando

É o menor patamar que o lago atinge desde a tarde de sábado (4). Cota de inundação é de 3 metros

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

Relevo de Porto Alegre e as ‘marés de tempestade’ travam escoamento

364 municípios foram atingidos pelo desastre climático que causa chuvas intensas e alagamentos no estado

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Aeroporto de Porto Alegre suspende voos pelo menos até 30 de maio

Local está fechado desde a última sexta-feira (3) devido ao aumento das águas do Guaíba

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Chuvas no RS: entenda as causas de uma das piores tragédias climáticas no estado

Meteorologistas explicam que catástrofe é resultado da atuação de pelo menos três fenômenos na região, agravados pelo clima

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Segurança para ‘Enem dos concursos’ terá exame grafológico, força-tarefa com PF e Abin

Para coibir fraudes, os 2 milhões de inscritos não poderão levar para casa o caderno de provas e terão digitais coletadas

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Racismo na escola: acusados podem ser expulsos? Quais as consequências?

Especialistas explicam que a instituição precisa investigar as denúncias e tomar as medidas cabíveis

pt_BRPortuguese