Voltar ao Início

Você está em:

Inseminação intrauterina, fertilização in vitro: o que está disponível no SUS?

Caso haja dificuldade para engravidar, a mulher pode recorrer a alguns métodos para conseguir a tão sonhada gestação
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Pesquisa divulgada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que a taxa de participação feminina na força de trabalho já era de 54,5%. Isso indica, em parte, que as mulheres almejam alçar voos cada vez mais altos quando o assunto é carreira profissional. No entanto, o relógio biológico não espera e, depois da menopausa, elas nem sempre conseguem engravidar sem ajuda da ciência.

Isso ocorre porque, ao contrário do homem, que produz espermatozoides a vida inteira, a mulher não produz óvulos para sempre, conforme explica Renato Fraietta, professor adjunto livre-docente, vice-chefe da disciplina de Urologia e coordenador do Setor Integrado de Reprodução Humana da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Inseminação intrauterina
Essa é a técnica mais antiga. Nesse caso, a mulher toma medicamentos (injetáveis ou orais) para estimular a ovulação e depois passa por um acompanhamento do seu ciclo menstrual através de exames de ultrassonografia, portanto, a inseminação só pode ser feita enquanto ela ainda menstrua.

"Não devemos chamá-la de artificial, porque não tem nada de artificial. As pessoas chamam assim talvez porque não é o ciclo natural da mulher, mas o DNA é do casal. Será o filho do casal e uma gestação como qualquer outra", orienta Fraietta.

Esse é um procedimento ambulatorial que não precisa de anestesia e nem de repouso. De acordo com os especialistas ouvidos pela BBC News Brasil, a taxa de sucesso fica entre 10 e 25% por tentativa.

Contudo, não é indicado fazer mais de três tentativas de inseminação, especialmente, pelo custo-benefício. Em média, a inseminação intrauterina custa entre R$ 5 e 10 mil, dependendo da clínica. Sem sucesso, a orientação médica é partir para a fertilização in vitro.

Fertilização in vitro
Esse é considerado o tratamento mais eficaz, principalmente, se a mulher fez o congelamento dos óvulos antes dos 35 anos. Mas vale ressaltar que uma gestação não é recomendada a partir dos 50 anos.

A fertilização não coloca o sêmen no útero da mulher. Nesse método, a mulher recebe uma carga bem maior de medicamentos hormonais e o especialista, com anestesia, aspira (tira) os seus óvulos e os fertiliza com os espermatozoides do parceiro no laboratório que, por sua vez, vai propiciar o desenvolvimento do embrião— unindo óvulo e espermatozoide.
Após a formação, os embriões são implantados na mulher, que pode grudar ou não.

O que está disponível no SUS?
"Não existe um código na tabela SUS que contemple esses métodos assistidos" afirma o coordenador do Setor Integrado de Reprodução Humana da Universidade Federal de São Paulo.

No entanto, Fraietta pontua que, no Brasil, existem cerca de 13 serviços assistidos de reprodução humana em alguns hospitais públicos.

Posts Relacionados

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

4 maus hábitos que afetam a memória quando envelhecemos

A boa notícia é que a atividade física é a melhor garantia para a qualidade de vida de mulheres na meia-idade

Por que gritos e socos não conseguem aliviar a raiva

Por que gritos e socos não conseguem aliviar a raiva

Desabafar a raiva pode parecer uma boa ideia, mas não há a menor evidência científica para apoiar a teoria da catarse

Fogões a gás realmente são um perigo para a saúde?

Fogões a gás realmente são um perigo para a saúde?

Estudo recente mostra que, além de contribuir para o efeito estufa, o combustível fóssil traz sérios riscos para a saúde

A saúde do coração declina rapidamente depois da menopausa

A saúde do coração declina rapidamente depois da menopausa

A boa notícia é que a atividade física é a melhor garantia para a qualidade de vida de mulheres na meia-idade

A importância dos cuidadores para o sistema de saúde

A importância dos cuidadores para o sistema de saúde

Apesar de serem fontes de informação e apoio, com frequência eles não têm acesso a informações relevantes sobre o paciente

Ejacular com frequência ajuda a evitar câncer de próstata?

Ejacular com frequência ajuda a evitar câncer de próstata?

Não há uma conclusão definitiva — a relação entre a ejaculação e o câncer de próstata ainda não é totalmente compreendida

A importância do músculo sóleo, apelidado de ‘segundo coração’

A importância do músculo sóleo, apelidado de ‘segundo coração’

O sóleo também tem uma função bastante particular: auxilia o coração em seu trabalho de bombear o sangue pelo corpo

‘Burnon’ X burnout: quando o estresse constante com o trabalho leva à depressão

‘Burnon’ X burnout: quando o estresse constante com o trabalho leva à depressão

O estresse constante, sem pausas reais, pode adoecer as pessoas. Essa sobrecarga crônica é descrita como: burnon

pt_BRPortuguese