Voltar ao Início

Você está em:

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Sites locais falam ainda de um soldado egípcio morto. Exército de Israel confirma que houve um "incidente" na fronteira
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Militares de Israel e do Egito trocaram tiros nesta segunda-feira (27) na fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito, e um soldado egípcio morreu, de acordo com a imprensa israelense. Um porta-voz do governo egípcio confirmou que houve uma morte na região da fronteira, mas não informou se o caso estava relacionado a um conflito com tropas israelenses e disse que estava investigando o caso. As Forças Armadas de Israel afirmaram que houve um "incidente" com tiros na fronteira e que os governos dos dois países estavam dialogando sobre o episódio, mas não havia confirmado um confronto entre os dois lados até a última atualização desta reportagem. Caso confirmada, a troca de tiros será o primeiro confronto direto entre soldados de Israel e de outro país desde o início da guerra na Faixa de Gaza e pode escalar ainda mais as pressões internacionais ao governo israelenses. O Egito é um dos mediadores das negociações entre Israel e o Hamas desde o início do conflito. Ataque em acampamento O caso acontece um dia depois de um ataque matar 45 pessoas em um acampamento de descolados também em Rafah. Israel disse ter bombardeado um alvo perto do acampamento, porém fora dele, e disse que ainda estava investigando o caso. A área atingida era um acampamento para onde parte da população de Rafah havia acabado de se mudar por conta do início da ofensiva de Israel na cidade, para onde cerca de 1,5 milhão de palestinos fugiram por ataque de Israel no resto do território palestino. O ataque também deixou dezenas de feridos. Tendas de ajuda humanitária no local pegaram fogo após as explosões. Israel disse que uma investigação prévia mostrou que as vítimas foram mortas por incêndios. Em uma publicação, as Forças Armadas israelenses afirmaram ainda que o bombardeio que fez no domingo não atingiu o campo, mas um alvo próximo. O porta-voz do governo, Avi Hyman, afirmou que uma investigação maior sobre o caso está sendo feita.

Posts Relacionados

G7: líderes de países racham sobre aborto

G7: líderes de países racham sobre aborto

Apoio financeiro à Ucrânia é o principal tema do encontro, na Itália, que tem presença do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Zelensky tem planos para que a Ucrânia entre na Otan já faz tempo, mas com a guerra, perdeu apoio dos países que compõem o grupo

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

A medida ocorreu depois da derrota do partido de Emmanuel Macron para de Le Pen nas eleições do Parlamento Europeu

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

África do Sul tem eleições mais acirradas

África do Sul tem eleições mais acirradas

Serão eleitos 400 deputados nomeados proporcionalmente, indicados por 50 partidos. O novo Parlamento nomeará o próximo presidente

pt_BRPortuguese