Voltar ao Início

Você está em:

Irã divulga confissão de supostos espiões franceses

Vídeo mostra dois cidadãos franceses, aparentemente sob coerção, dizendo que trabalham para um serviço de segurança
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Irã publicou nesta quinta-feira (6) um vídeo que mostra dois cidadãos franceses, que foram detidos em maio, supostamente confessando terem agido em nome de um serviço de segurança francês.

As cenas foram publicadas em meio a protestos contínuos que rondam o Irã pela morte de Mahsa Amini, uma jovem de 22 anos detida pela polícia de moralidade do país. O governo iraniano tem procurado descrever como um complô estrangeiro.

O vídeo divulgado pela agência de notícias estatal IRNA mostrou dois cidadãos franceses, Cecile Kohler e Jacques Paris, que são sindicalistas associados à Federação Nacional de Educação, Cultura e Formação Profissional da França.

O Ministério das Relações Exteriores da França acusou o Irã de adotar práticas dos "piores regimes ditatoriais" e negou categoricamente que os dois sejam espiões.

"A encenação de suas supostas confissões é ultrajante, terrível, inaceitável e contrária ao direito internacional. Esta farsa revela o desprezo das autoridades iranianas pela dignidade humana", disse a porta-voz do ministério, Anne-Claire Legendre, em um comunicado, exigindo a libertação imediata dos presos que ela descreveu como "reféns de Estado".

O Irã, que há muito tempo usa ocidentais detidos como moeda de troca nas negociações, não ofereceu nenhuma evidência pública para apoiar as acusações de espionagem.

Os clipes de quinta-feira se assemelhavam a outros vídeos em que o Teerã forçou prisioneiros a fazer. Em 2020, um relatório sugeriu que as autoridades na última década tinham exibido pelo menos 355 confissões coagidas.

Nos clipes, Cecile Kohler usa um lenço de cabeça e supostamente se descreve como uma "agente de inteligência e operação do serviço de segurança estrangeira francês". Jacques Paris supostamente diz: "Nossos objetivos no serviço de segurança externa francês é pressionar o governo do Irã."

Posts Relacionados

Fogo avança sem controle na Califórnia

Fogo avança sem controle na Califórnia

Chamas anteciparam temporada de incêndios no estado dos EUA. Ventos e baixa visibilidade tornam esforços para apagar fogo 'inúteis'

G7: líderes de países racham sobre aborto

G7: líderes de países racham sobre aborto

Apoio financeiro à Ucrânia é o principal tema do encontro, na Itália, que tem presença do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Acordo autoriza entrada da Ucrânia na Otan

Zelensky tem planos para que a Ucrânia entre na Otan já faz tempo, mas com a guerra, perdeu apoio dos países que compõem o grupo

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

Por que Macron pode dissolver o Parlamento na França?

A medida ocorreu depois da derrota do partido de Emmanuel Macron para de Le Pen nas eleições do Parlamento Europeu

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

pt_BRPortuguese