Voltar ao Início

Você está em:

Israel denuncia homens armados em sede da ONU

Imagens reveladas pelas Forças de Defesa de Israel (FDI) mostram homens armados, identificados como terroristas pela FDI
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

As Forças de Defesa de Israel (FDI) publicaram nesta terça-feira (14) imagens de homens armados em sede de Agência da ONU para os Refugiados Palestinos (UNRWA) em Rafah, onde Israel realiza uma ofensiva terrestre contra o grupo terrorista Hamas que causou o deslocamento de palestinos refugiados na cidade.

Nas imagens, é possível ver homens carregando fuzis, identificados por Israel como terroristas, junto de funcionários da ONU, carros identificados com o nome da instituição bilateral e outras armas de fogo.

Segundo a FDI, o local corresponde a um complexo logístico da UNRWA localizado no leste de Rafah que organiza a distribuição de ajuda humanitária para palestinos na Faixa de Gaza. A movimentação foi flagrada durante operação de monitoramento no sábado (11).

A UNRWA foi o centro de uma polêmica em janeiro após 12 funcionários terem sido acusados de estar envolvidos no ataque do Hamas em Israel no dia 7 de outubro de 2023, que iniciou a guerra entre o grupo terrorista e os israelenses. Já em maio, a FDI afirmou que atacaram uma central de comando do Hamas em uma sede da agência na Faixa de Gaza.

A FDI disse ainda que, após o flagra, representantes do Coordenador de Atividades Governamentais nos Territórios (COGAT, em inglês), unidade do Ministério da Defesa israelense, transmitiram as descobertas a autoridades da comunidade internacional e pediram à ONU que conduzisse uma investigação urgente sobre o caso.

Além disso, representantes do governo israelense alertaram a ONU contra a presença e a atividade de terroristas no complexo do centro logístico da UNRWA e a segurança das instalações da organização.

Rafah é último refúgio dos palestino
O local é considerado o último refúgio para mais de 1 milhão de palestinos de todas as regiões da Faixa de Gaza que tiveram que abandonar suas casas e migrar para o sul por conta da guerra --a campanha militar israelense iniciou ao norte do país e foi descendo.

Por outro lado, Israel afirma que Rafah, que faz fronteira com o Egito, é o último bastião do Hamas e, portanto, o último front de batalha para completar sua guerra contra o grupo terrorista.

Posts Relacionados

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Terminou oficialmente na segunda-feira (20) o mandato do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Apesar disso, ele seguirá como chefe do Executivo do país. Em guerra

Putin nega planos de invadir Kharkiv, na Ucrânia

Putin nega planos de invadir Kharkiv, na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta sexta-feira (17) que invadir e conquistar Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia e onde suas tropas têm

Primeiro-ministro da Eslováquia é baleado na rua

Primeiro-ministro da Eslováquia é baleado na rua

O primeiro-ministro da Eslováquia, Robert Fico, foi baleado nesta quarta-feira (15) em um atentado na cidade Handlová, a 190 km da capital, Bratislava. Ele está

Israel denuncia homens armados em sede da ONU

Israel denuncia homens armados em sede da ONU

Imagens reveladas pelas Forças de Defesa de Israel (FDI) mostram homens armados, identificados como terroristas pela FDI

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

Número de palestinos mortos em Gaza ultrapassa 35 mil

De acordo com o Hamas, já são 35.091 mortos e 78.827 feridos desde outubro, quando Israel declarou guerra ao grupo

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

Com poucos soldados, Ucrânia vai recrutar presos

A Rússia anunciou que vai fazer exercícios militares com armas nucleares táticas no sul em resposta a supostas ameaças

EUA interromperam envio de bombas para Israel

EUA interromperam envio de bombas para Israel

Foram bloqueadas as entregas de 1.800 bombas de 907 kg e de 1.700 bombas de 226 kg, segundo funcionário do governo

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Hamas pede ajuda para barrar avanço de Israel

Exército israelense entrou na segunda-feira (6) na cidade, que fica no extremo sul de Gaza e é considerada o último refúgio de moradores

pt_BRPortuguese