Voltar ao Início

Você está em:

Negociações entre Rússia e Ucrânia estão totalmente paralisadas

Não há avanço nas conversas de paz há mais de um mês e meio, quando Kiev se comprometeu a adotar a neutralidade, diz Moscou
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia afirmou nesta terça-feira (17) que as negociações de paz com a Ucrânia não estão acontecendo "de nenhuma forma", segundo a agência de notícias russa Interfax.

De acordo com a agência, o vice-ministro de Relações Exteriores, Andrey Rudenko, culpou a Ucrânia pela paralisação das conversas de paz.
"As negociações não estão acontecendo. A Ucrânia praticamente se retirou do processo de negociação", afirmou Rudenko à Intefax.
Kiev ainda não se pronunciou.

A última conversa presencial entre os negociadores aconteceu há mais de um mês e meio, quando representantes de ambas as partes se reuniram em Istambul, na Turquia. Na ocasião, a Ucrânia se comprometeu a adotar a neutralidade - o que na prática significa que o país não pode aderir a alianças militares como a Otan.

Em troca, Moscou retirou suas tropas de Kiev e dos arredores. Desde então, no entanto, as duas partes não conseguiram alcançar mais nenhum acordo.

Mariupol: Rússia confirma retirada de 265 soldados ucranianos e conquista total da cidade
A Rússia confirmou na manhã desta terça-feira (17) que cerca de 265 soldados ucranianos entregaram as armas e deixaram o complexo metalúrgico de Azovstal, o último ponto de resistência das forças da Ucrânia em Mariupol, no sul do país.

Segundo o Ministério da Defesa russo, 51 soldados estavam feridos e foram levados a um hospital na cidade de Novoazovsk.

"Nas últimas 24 horas, 265 militantes entregaram suas armas e se renderam, incluindo 51 seriamente feridos", afirmou o Ministério, em nota.

A Rússia não especificou quantos faziam parte do Exército ucraniano e quantos eram combatentes que se uniram às forças do país.

Os soldados estão sendo retirados da cidade pelo governo da Ucrânia, informou Kiev.

Posts Relacionados

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

África do Sul tem eleições mais acirradas

África do Sul tem eleições mais acirradas

Serão eleitos 400 deputados nomeados proporcionalmente, indicados por 50 partidos. O novo Parlamento nomeará o próximo presidente

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Peixes gordos, oleaginosas, frutas e vegetais escuros contêm propriedades importantes para o nosso cérebro

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Sites locais falam ainda de um soldado egípcio morto. Exército de Israel confirma que houve um "incidente" na fronteira

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Terminou oficialmente na segunda-feira (20) o mandato do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Apesar disso, ele seguirá como chefe do Executivo do país. Em guerra

Putin nega planos de invadir Kharkiv, na Ucrânia

Putin nega planos de invadir Kharkiv, na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, disse nesta sexta-feira (17) que invadir e conquistar Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia e onde suas tropas têm

pt_BRPortuguese