Voltar ao Início

Você está em:

Rússia perdeu um terço das tropas enviadas para a Ucrânia

Relatório do Ministério da Defesa indica que é improvável que a Rússia acelere drasticamente sua taxa de avanço nos próximos 30 dias
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

Um relatório do Ministério da Defesa britânico indica que 1/3 das tropas russas enviadas para a Ucrânia morreram durante batalha. O documento foi divulgado neste domingo (15).

Segundo informado, o avanço sobre a região de Donbass foi atrasado. Alguns dos motivos listados foram a falta de acesso a suprimentos e a perda de unidades de transporte que levariam equipamentos de vigilância, reconhecimento e drones.
"Os drones russos são vitais para a consciência tática e direcionamento da artilharia, mas têm sido vulneráveis ​​às capacidades antiaéreas ucranianas", diz o documento.

Segundo o Ministério britânico, o exército russo sofre também com moral baixa contínua e uma redução na eficácia de combate.
"Muitas dessas capacidades não podem ser substituídas ou reconstituídas rapidamente e provavelmente continuarão a atrapalhar as operações russas na Ucrânia", informou.

O fim do documento ainda leva em consideração toda a operação atual e como ela vem se desenvolvendo nas cidades ucranianas.
"Nas condições atuais, é improvável que a Rússia acelere drasticamente sua taxa de avanço nos próximos 30 dias", conclui o levantamento.

Retorno a Kharkiv
Tropas ucranianas obtiveram ganhos em contra-ataque às forças russas no nordeste do país e as expulsaram da cidade de Kharkiv, avançando até a fronteira com a Rússia, disseram autoridades ucranianas nesta segunda-feira.
Combates foram relatados perto de Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, na segunda-feira, no que o assessor do Ministério do Interior, Vadym Denisenko, disse ser "nossa contra-ofensiva".
"Isso não pode mais ser interrompido… Graças a isso, podemos ir para a retaguarda do grupo de forças russas", disse ele.

Kharkiv, situada a cerca de 50 km da fronteira com a Rússia, sofreu semanas de bombardeios pesados ​​da artilharia russa. A rota dos russos a partir de lá ocorre após o fracasso em capturar a capital Kiev nos estágios iniciais da guerra.

Posts Relacionados

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

África do Sul tem eleições mais acirradas

África do Sul tem eleições mais acirradas

Serão eleitos 400 deputados nomeados proporcionalmente, indicados por 50 partidos. O novo Parlamento nomeará o próximo presidente

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Peixes gordos, oleaginosas, frutas e vegetais escuros contêm propriedades importantes para o nosso cérebro

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Sites locais falam ainda de um soldado egípcio morto. Exército de Israel confirma que houve um "incidente" na fronteira

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Terminou oficialmente na segunda-feira (20) o mandato do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Apesar disso, ele seguirá como chefe do Executivo do país. Em guerra

pt_BRPortuguese