Voltar ao Início

Você está em:

Rússia testa míssil intercontinental

Nesta quarta-feira, o míssil foi disparado de uma base no noroeste do país e atingiu alvos de teste em uma ilha no leste
Picture of Amanda Omura

Amanda Omura

A Rússia anunciou nesta quarta-feira (20) que testou seu novo míssil balístico intercontinental Sarmat, uma arma estratégica que o presidente russo, Vladimir Putin, disse não ter nada igual no mundo e que dará àqueles que tentam ameaçar a Rússia motivos para pensar.

Segundo a Reuters, Putin apareceu na TV recebendo informações de membros das Forças Armadas de que o míssil foi lançado de Plesetsk, no noroeste do país, e atingiu os alvos na península de Kamchatka, no extremo leste russo.

A distância atingida pelo míssil é de, aproximadamente 5.800 km, ou seja, esse é um número superior à distância que existe entre o extremo sul e o extremo norte brasileiro (aproximadamente 4.100 km).
"O novo complexo tem as mais altas características táticas e técnicas e é capaz de superar todos os meios modernos de defesa antimísseis. Não tem nada igual no mundo e não terá por muito tempo", disse Putin.
Segundo informações do Ministério da Defesa da Rússia, o lançamento aconteceu às 15h12 no horário de Moscou (9h12 no horário de Brasília). O órgão russo também afirmou que ele irá substituir o sistema de mísseis Voyevoda.
O Sarmat é um míssil balístico intercontinental pesado que a Rússia deve implantar com 10 ou mais ogivas em cada míssil, de acordo com o Serviço de Pesquisa do Congresso dos EUA.

Segundo os russos, o Sarmat é o míssil mais poderoso com a maior distância do mundo para atingir alvos, o que aumenta significativamente o poder de combate das forças nucleares estratégicas do país.

Ele está em desenvolvimento desde 2017 e, portanto, seu lançamento de teste não é uma surpresa para o Ocidente, mas ocorre em um momento de extrema tensão geopolítica devido à guerra da Rússia na Ucrânia.

Outro lançamento dele havia acontecido em 2018. Na ocasião a Otan chamou o armamento de Satan 2, em referência a uma bomba construída pelos russos em meados do século XX.

Posts Relacionados

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Temos mais armas nucleares que a Europa toda, diz Putin

Presidente russo afirmou também estar certo de sua vitória na guerra da Ucrânia, mas disse estar aberto a negociações de paz

Eleições no Parlamento Europeu começam

Eleições no Parlamento Europeu começam

A eleição para o Parlamento Europeu é a segunda maior votação do mundo. Espera-se que a participação neste ano seja a maior da história

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Biden tenta reforçar aliança com europeus

Presidente dos EUA chegou a Paris para participar das celebrações pelos 80 anos do Dia D. Ele se reunirá com o rei Charles III

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Claudia Sheinbaum influencia eleições dos EUA

Presidente eleita assumirá o cargo um mês antes do pleito americano. Biden e Trump duelam para controlar a narrativa sobre migrantes

África do Sul tem eleições mais acirradas

África do Sul tem eleições mais acirradas

Serão eleitos 400 deputados nomeados proporcionalmente, indicados por 50 partidos. O novo Parlamento nomeará o próximo presidente

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Gema de ovo é boa para a memória? Sal é vilão? O que ajuda na saúde do cérebro

Peixes gordos, oleaginosas, frutas e vegetais escuros contêm propriedades importantes para o nosso cérebro

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Forças de Israel e do Egito trocam tiros em fronteira

Sites locais falam ainda de um soldado egípcio morto. Exército de Israel confirma que houve um "incidente" na fronteira

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Acaba mandato de Zelensky, mas continua presidente

Terminou oficialmente na segunda-feira (20) o mandato do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Apesar disso, ele seguirá como chefe do Executivo do país. Em guerra

pt_BRPortuguese